sexta, 31 de maio de 2019 - 17:44h - 1156
GEA estimula empreendedorismo entre beneficiários do Renda para Viver Melhor
Projeto visa identificar beneficiários com perfil empreendedor para encurtar o acesso deles ao crédito na Afap e oportunizar a abertura de novos negócios.
Por: Elder de Abreu
Foto: Maksuel Martins/Secom
Beneficiária do Renda há dois anos, Elis Silva investiu o recurso do programa na venda de pão caseiro e agora com as orientações de acesso ao crédito já pensa em expandir seu pequeno negócio

O Governo do Estado do Amapá (GEA) deu início à segunda etapa do recadastramento do Programa Renda para Viver Melhor, que corresponde à capacitação dos beneficiários. Nesta sexta-feira, 31, a Secretaria de Estado da Inclusão e Mobilização Social (Sims) reuniu 300 beneficiários que passaram na análise do recadastro e se mantiveram no programa, de acordo com as regras estabelecidas na legislação. O encontro ocorreu na sede do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), em Macapá.

O objetivo foi orientar os aprovados no recadastro sobre inciativas de empreendedorismo e cooperativismo. A ação faz parte do projeto Inclusão Produtiva, lançado pela Sims paralelamente à atualização cadastral, como forma de incentivar os beneficiários do Renda a sair da condição de vulnerabilidade. As palestras foram ministradas por especialistas que discorreram sobre abertura de empresas, noções de gerenciamento, mão-de-obra, entre outros temas.

“O Programa não prevê apenas a transferência de renda, mas, também, proporcionar outra fonte de recursos a fim de que as famílias não fiquem dependentes do benefício”, explicou a secretária de Inclusão e Mobilização Social, Albanize Colares. De acordo com ela, o projeto Inclusão Produtiva também visa identificar os beneficiários com perfil empreendedor para encurtar o acesso deles ao crédito na Agência de Fomento do Amapá (Afap) e oportunizar a abertura de novos negócios no Estado.

Esta pode ser a oportunidade que a beneficiária Elis Silva estava à espera para impulsionar a sua venda de pão caseiro, que mantém em casa, no bairro Novo Horizonte, na zona norte de Macapá. À noite, o local funciona como lanchonete. Beneficiária do programa há quase dois anos, ela carece de investimento para melhorar a estrutura do negócio.

“O dinheiro do Renda me ajudou a começar, devagarinho, o meu negócio. Eu sinto que dá para expandir, mas necessito de uma força. Esse evento está sendo ótimo pra mim porque estou apreendendo a como gerenciar melhor o meu empreendimento para não deixar que ele caia”, avaliou a empreendedora.

Atualização cadastral

O recadastramento prossegue até o mês de setembro. Beneficiários de todos municípios terão que passar pelo procedimento que será feito nas sedes regionais do Super Fácil ou em locais pré-estabelecidos. Clique aqui para ver o cronograma e local de recadastramento em cada cidade.

A atualização cadastral deve ser feita a cada dois anos, conforme os critérios constantes no Decreto nº 1.752/2016 que regulamenta o programa de acordo com as regras do Sistema Único da Assistência Social (Suas).

GALERIA DE FOTOS

Créditos:

Masuel Martins/Secom

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá