sexta, 31 de maio de 2019 - 19:34h - 4786
Escola da zona sul de Macapá recebe ação de prevenção ao Aedes
Até o fim de junho, mais três escolas devem receber a ação da Superintendência de Vigilância em Saúde.
Por: Júlio Miragaia .Colaboradores: Nathan Zahlouth
Foto: Nathan Zahlouth / SVS
SVS, Defesa Civil Estadual e Seed percorrem unidades de ensino levando informação e conscientização aos estudantes

Na manhã desta sexta-feira, 31, as ações do Governo do Estado do Amapá (GEA) de prevenção a doenças relacionadas com o mosquito Aedes aegypti chegaram até a Escola Estadual Lucimar Amoras Del Castillo, na região central de Macapá.

Organizada pela Superintendência de Vigilância em Saúde (SVS), em parceria com a Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil (Cedec) e Secretaria de Estado da Educação (Seed), a programação levou até os alunos informações sobre como evitar a proliferação de nascedouros do mosquito, por meio de intervenções lúdicas, teatrais e com a apresentação do aplicativo “Caça ao Mosquito”, desenvolvido pelo Centro de Gestão da Tecnologia da Informação (Prodap) e Secretaria de Estado da Comunicação (Secom).

De acordo com o chefe do Núcleo de Vigilância Ambiental da SVS, Waldir Bittencourt, o objetivo das ações nas escolas é tornar as crianças multiplicadoras da vigilância em saúde. 

“Com o aplicativo, os alunos podem fotografar focos e isso vai ganhando uma pontuação para eles. É uma forma de chamar atenção desse público para a importância da prevenção”, explicou Bittencourt.

A aluna Idê Beatriz, 12 anos, reconheceu a importância da atividade. “É para termos consciência dos riscos e como podemos orientar melhorar nossos pais sobre dengue, Chikungunya e Zika vírus”, afirmou a estudante.  

A diretora adjunta da escola, Thassilany Amanajás, relatou que na unidade de ensino houve casos de alunos com dengue. “Fizemos ações dentro da escola. É muito importante que façamos as ações para que os alunos possam saber como se prevenir e o que podem estar fazendo na sua casa e no seu bairro para promover o combate à dengue”.

De acordo com a SVS, até o fim de junho, mais três escolas, em diferentes regiões de Macapá, deverão receber as ações. Na próxima semana, a programação chegará até o Distrito de Fazendinha, na Escola Municipal Caetano Tomaz.

O enfermeiro e técnico da SVS, Aldo Maurício, reforça que qualquer grupo social ou comunidade pode solicitar a ação educativa da autarquia estadual. “Basta formalizar o pedido na sede da SVS (Avenida 13 de Setembro, 1899, Buritizal), que construiremos a ação na comunidade”, explicou Maurício. 

Cenário de redução

O monitoramento da SVS, entre as semanas epidemiológicas 1 e 20 dos anos, de 2018 e 2019, aponta o seguinte registro: foram confirmados em 2019 um total de 88 casos de dengue e no mesmo período do ano passado 456 (redução de 80,7%). O Amapá teve 32 casos de febre Chikungunya este ano, enquanto que, em 2018, foram 73 confirmações (redução de 58,97%). Em 2019, cinco pessoas foram infectadas pelo Zika vírus. No mesmo período de 2018, foram 12 registros (redução de 58,3%).

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá