segunda, 31 de janeiro de 2022 - 16:12h - 4261
Ueap: repasses do Governo à universidade cresceram mais de 80% em 2021
Mais recursos propiciaram ampliação de projetos estratégicos de produção científica, reestruturação dos campi e permanência estudantil.
Por: Claudio Morais
Foto: Albenir Sousa
Foram mais de R$ 12 milhões repassados em 2021, um incremento de 81,10% em comparação com 2020.

Como parte das políticas de valorização do ensino e da produção científica para o desenvolvimento do Estado, o Executivo Estadual ampliou, consecutivamente, os repasses financeiros à Universidade do Estado do Amapá (Ueap). Foram mais de R$ 12 milhões repassados em 2021, um incremento de 81,10% em comparação com 2020.

Os resultados desse aumento de recursos são sentidos no cotidiano da instituição, com aquisições de novos equipamentos para os laboratórios, implementação de projetos avançados de pesquisa e garantias para o acesso e permanência dos estudantes no ensino superior.

“Mesmo em um contexto de pandemia, o Governo viabilizou repasses que nos permitiram ampliar nossas ações na capital e também no interior, com melhorias no ensino, pesquisa e extensão, com foco no desenvolvimento social e nas cadeias produtivas do nosso estado”, enfatizou a reitora da Ueap, Kátia Paulino.

Segundo ela, com este importante incremento nas receitas, a universidade passa a viver um novo momento, de crescimento significativo.

A implementação de novos projetos e a reestruturação dos campi só foi possível com a recuperação financeira da universidade: no início da gestão, em 2015, a Ueap acumulava cerca de R$ 5 milhões em dívidas, que com o trabalho e a regularidade dos repasses do Governo do Amapá à instituição, pôde regularizar as contas, recuperar a credibilidade e ampliar o acesso dos amapaenses ao ensino superior.

SAIBA MAIS: Governo regulariza repasses e Ueap reduz em 92% o grau de endividamento em 2018

Território dos Lagos
Primeiro campus da Ueap no interior, entregue pelo Governo em 2018, o polo Território dos Lagos oportuniza o acesso ao ensino superior para habitantes dos municípios de Amapá, Calçoene, Pracuúba e Tartarugalzinho.

A implantação da unidade, que oferta os cursos de Licenciatura em Matemática e Engenharia Agronômica, é resultado do planejamento estratégico do Estado para desenvolver a região, reconhecida principalmente pela produção agropecuária e hortifrutigranjeira.

“Consolidamos o campus Território dos Lagos com a aquisição de equipamentos para os laboratórios e melhor estruturação da unidade. Em 2021 foi concluída a transferência do antigo parque de exposições João Pompílio da prefeitura de Amapá para a Ueap, que será revitalizado para receber os laboratórios dos cursos do campus”, completou Paulino.

Ainda de acordo com a reitora, a partir das transferências do Governo do Estado é que foi possível a reestruturação dos laboratórios que servirão para as atividades dos mais de 80 acadêmicos do campus.

Incentivo à pesquisa científica
O aporte financeiro nas contas da universidade proporcionou investimentos em pesquisas de alto nível, como o Programa Institucional de Pós-Doutorado (PIPD), que financia pesquisas de pós-doutorado voltadas a solucionar problemas econômicos e socioambientais do Amapá.

São trabalhos que tratam do uso de recursos ambientais, especialmente materiais não-madeireiros, florestais, pescado, inovações tecnológicas, sustentabilidade, produção, manejo e gerenciamento econômico.

Com os recursos investidos pelo Estado também foi propiciada a abertura de uma série de editais de valorização dos grupos de pesquisa da universidade, reconhecimento por desempenho, com premiação dos melhores artigos publicados por professores, além de quase 100 bolsas de iniciação científica para acadêmicos durante a graduação.

Permanência estudantil
Mesmo com a pandemia, os investimentos em políticas de permanência aos estudantes foram fortalecidos e ampliados. Com mais recursos, a Ueap abriu editais para auxiliar estudantes em situação de vulnerabilidade. E para o amparo a esses estudantes, o Governo ampliou para mil o número de bolsistas do programa Amapá Jovem Universitário, direcionado a acadêmicos da Ueap para mantê-los cursando o ensino superior.

Os beneficiários do programa têm direito a uma bolsa para custear despesas estudantis e, em contrapartida, deverá realizar atividades práticas relativas ao curso nos polos do Amapá Jovem. A frequência e boas notas também são critérios para a permanência no programa.

SAIBA MAIS: Governador amplia para mil o número de bolsistas do Amapá Jovem Universitário

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá