sexta, 30 de agosto de 2019 - 17:10h - 771
Campanha estimula mulheres a se tornarem doadoras de sangue
Há 20 anos, Campanha ‘Doa Mulher’ orienta sobre os mitos relacionados à doação feminina para aumentar o número de doadoras.
Por: Claudia Cavalcanti
Foto: André Rodrigues / Sesa
Doadora voluntária há nove anos, Jaciane da Silva foi ao Hemoap nesta sexta-feira, 30, praticar o gesto de solidariedade

O Instituto de Hematologia e Hemoterapia do Amapá (Hemoap) realizou nesta sexta-feira, 30, mais uma edição da campanha ‘Doa Mulher’, criada para incentivar o público feminino a se tornar doador de sangue.

A campanha, que já tem 20 anos, acontece na última quinta e sexta-feira de cada mês, quando as doadoras são orientadas sobre a importância da doação de sangue. Atualmente as mulheres representam apenas 35% das doações do Hemoap, número considerado baixo.

A diretora-presidente do órgão, Ruimarisa Martins, atribui essa realidade à falta de informação sobre a doação de sangue feminina. “Muitas mulheres pensam que durante o período menstrual não é possível doar sangue, o que é um mito. Com essa campanha, fazemos um trabalho de sensibilização e conscientização com o público feminino”, explicou a diretora.

A mulher pode fazer até três doações anuais com um intervalo mínimo de três meses entre as doações. No caso das doadoras que amamentam, é necessário esperar a criança completar um ano.

A vendedora Jaciane da Silva, 27 anos, contou que foi a forma que ela encontrou para ajudar outras pessoas. “Sou doadora voluntária desde os 18 anos, e dessa forma, não estou ajudando só uma pessoa. Um dia eu, meu filho ou algum parente meu pode precisar, por isso, sempre que posso, venho doar”, explicou Jaciane.

Como ser doador de sangue

Para se tornar um doador voluntário, a pessoa precisa estar saudável; pesar mais de 50 kg, ter entre 16 e 69 anos (menores de 18 anos somente com autorização dos responsáveis e, maiores de 60 anos, se já forem doadores assíduos) e apresentar documento de identificação (no caso de primeira doação é necessário levar comprovante de residência).

O doador precisa estar descansado e alimentado. Antes de doar, a pessoa passa pela triagem clínica, onde é feito um questionário sobre a saúde e a vida do voluntário para tentar identificar todo o fator que o deixe inapto, temporariamente.

Uma única doação pode ajudar a salvar até quatro vidas, pois a bolsa de 450ml doada passa por um processo de fracionamento, de onde se extraem quatro componentes do sangue: concentrado de hemácias, o concentrado de plasma, plaquetas e o crioprecipitado.

O horário para as doações no Hemoap é de 7h30 às 12h. O instituto fica localizado na Rua Jovino Dinoá, esquina com a Avenida Raimundo Álvares da Costa, bairro Central, em Macapá.

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá