quinta, 30 de maio de 2019 - 20:35h - 1219
Após manutenção, avião Bandeirante volta a atender ao Governo do Amapá
Aeronave está disponível para agenda governamental e auxílio em ações humanitárias e emergenciais.
Por: Joyce Batista
Foto: Maksuel Martins/Secom
Reativação da aeronave representa economia aos cofres públicos com transporte aéreo

O avião Bandeirante do Governo do Estado do Amapá (GEA) pousou por volta das 13h desta quinta-feira, 30, no Aeroporto Internacional Alberto Alcolumbre, em Macapá. Após seis meses de manutenção em Uberlândia (MG), a aeronave já está disponível para atender as necessidades governamentais, humanitárias e emergenciais do Estado.

A aeronave é um Embraer 110 – P1, modelo Bandeirante, versão executiva, com capacidade para 10 passageiros e carregamento de carga. Ela foi adquirida na década de 1980 para compor a frota de aeronaves e atender demandas do GEA, sendo atualmente um dos mais conservados do Brasil e o único da frota estadual ainda em atividade.

A manutenção custou cerca de R$ 200 mil e incluiu reestruturação interna, manutenção de planos de voo, avaliação e checagem de horas de voo dos pilotos, além de contratação de manutenção e combustível, conforme exigências da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

De acordo com a Secretaria de Estado de Transporte do Amapá (Setrap), a reativação da aeronave representa economia aos cofres públicos com serviço de transporte aéreo. Estima-se que o custo mensal do Bandeirante seja de R$ 400 mil, preço abaixo dos serviços fretados disponíveis no mercado atualmente para o mesmo período.

“Por se tratar de um avião muito bom, a gente pôde conservar e reestruturar dele. A aeronave está em ótimas condições, mas precisou passar por manutenção para cumprir regras da Anac e dar mais segurança ao governo do Estado. Agora, está disponível para a realização de viagens intermunicipais e interestaduais”, afirmou o diretor de Transporte da Setrap, Andrey Rego.

O Bandeirante também pode ser adaptado para subsidiar ações humanitárias ou transportar pacientes. Nesse caso, a aeronave tem capacidade para quatro pacientes em macas e seus respectivos acompanhantes, além de dois médicos.

“No momento em que você tem uma ação de emergência, como o que está acontecendo em Laranjal do Jari, por exemplo, muitas autoridades e órgãos se deslocam para levar mantimentos. Quando você não tem tempo para ir por terra, você tem uma aeronave que faz esse percurso muito mais rápido”, frisou Rego.

O governo do Estado conta ainda com mais uma aeronave, também no modelo Bandeirante, com capacidade para 12 passageiros. Esse avião está indisponível para voos, passando atualmente por uma avaliação que decidirá pela manutenção ou pelo leilão.

GALERIA DE FOTOS

Créditos:

Maksuel Martins / Secom

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá