sexta, 29 de novembro de 2019 - 18:11h - 1715
Empreendedorismo afro-amapaense é evidenciado em seminário
Evento faz parte da programação do Mês da Consciência Negra e contou com grupos de trabalho e palestras.
Por: Gabriel Penha
Foto: Gabriel Penha/Seafro
Convidados e participantes na cerimônia de abertura do seminário

O empreendedorismo nas mãos da população negra do Amapá foi o tema central do seminário promovido pela Secretaria Extraordinária de Políticas para Afrodescendentes (Seafro), nesta sexta-feira, 29, no auditório do Sebrae, em Macapá.

O Hino Nacional e a Canção do Amapá entoados em ritmo de capoeira deram início ao evento, que integra uma série de debates que marcam o Mês da Consciência Negra. O secretário de Políticas para Afrodescendentes, Aluizo de Carvalho, lembrou, na ocasião, que o objetivo é reforçar as discussões acerca de temas de interesse da população negra amapaense.

“Já discutimos turismo, agricultura, segurança pública, saúde e intolerância religiosa. Hoje, evidenciamos o empreendedorismo como ferramenta de destaque e ascensão para o povo negro amapaense. Temos diversos exemplos nesse sentido, mas, ainda tem muitos outros que precisam ser descobertos e lapidados. Nosso papel institucional é justamente esse”, falou o gestor da Seafro.

“Esse evento mostra que os órgãos de governo precisam trabalhar em conjunto, em parceria. Quando as políticas públicas conseguem ser discutidas com quem direito, pode-se dizer que a nossa missão é cumprida a contento. Isso é fazer política pública dando voz a quem precisa”, reiterou a secretária de Política para Mulheres, Renata Apóstolo, presente ao evento.

A afro-empreendedora Rejane Soares fez uma pequena exposição, na qual contou a trajetória de sua marca de roupas e acessórios, que usa temas afro como inspiração e valorização da identidade. Ela lembrou que chegou a vender as peças em um tapete aberto em praça pública, mas, que hoje tem grande divulgação e aceitação.

“Empreender não é fácil, ainda mais quando se trata de nós, negros. Só que no empreender temos, além de uma fonte de renda, um mecanismo de ascensão e empoderamento”, disse.

Ainda pela manhã, foram montados dois grupos de trabalho, para elaboração de propostas sobre o tema debatido. Essas proposições farão parte de um extenso documento que será entregue ao governador Waldez Góes e secretários de Estado.

Palestras

Pela parte da tarde, os participantes assistiram a palestras de empreendedorismo. A primeira foi a da psicóloga e coach Lorena Castelo, que discorreu sobre o tema “Desperte sem melhor, empreenda!”. O técnico da Agência Amapá Josenildo Abrantes falou sobre o Selo Amapá, conferido para certificar a qualidade de itens produzidos no estado.

Linhas de crédito foram apresentadas aos participantes da Agência de Fomentos do Amapá (Afap) e Banco da Amazônia (Basa). Quem participou do seminário, aprovou a iniciativa da Seafro.

Raimunda Coutinho, 51 anos, conhecida como “Cotinha” é artesã, vem da comunidade de São Pedro dos Bois e é radicada em Macapá. Ela diz que debater, ouvir e ter voz é importante para que as comunidades possam se fortalecer.

“Além de um aprendizado, é uma troca de experiência. Novos conhecimentos sempre são bem vindos e nos fortalecem”, disse.

GALERIA DE FOTOS

Créditos:

Gabriel Penha

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá