quarta, 28 de novembro de 2018 - 17:51h - 135
II Encontro do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil ocorre nesta quinta-feira, 29
Evento ocorrerá de 8h às 14h, no auditório da Sims, em Macapá; encontro propõe nivelar ações e articular estratégias para o enfrentamento do trabalho infantil.
Por: Jamaile Gurjão
Foto: Irineu Ribeiro/Secom
Programação terá apresentação de painéis temáticos importantes para a formação dos profissionais participantes

A Secretaria de Estado da Inclusão e Mobilização Social (Sims) realiza nesta quinta-feira, 29, o II Encontro Estadual de Ações Estratégicas do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Peti). O evento ocorrerá no auditório da Sims, em Macapá, das 8h às 14h.

O encontro está previsto no Plano Estadual de Erradicação do Trabalho Infantil de 2018 e propõe nivelar ações e articular estratégias juntamente com os técnicos dos Centros de Referência de Assistência Social (Cras) e Centros de Referência Especializado de Assistência Social (Creas). Isso para o enfrentamento do trabalho infantil nos 16 municípios, bem como discutir os entraves e avanços do desenvolvimento dessas ações no Estado do Amapá.

A programação terá a apresentação de três painéis temáticos importantes para a formação dos profissionais participantes. O tema apresentado no painel I será “Cenário do trabalho Infantil no Brasil e no Estado do Amapá – breve contexto histórico”; em seguida será trabalhada a “Síntese do caderno de orientações técnicas para o aperfeiçoamento da gestão do Peti”. E, por último, o painel III apresentará “Estratégias adotadas pela equipe de acompanhamento técnico estadual no que se refere às Aepeti”. Também será ministrada a oficina “Análise dos diagnósticos municipais – avanços e dificuldades”.

O encontro é voltado para os coordenadores das Ações Estratégicas nos municípios (Aepeti) e técnicos de referência do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV/Cras); técnicos de referência do Serviço de Proteção Especializado a Famílias e Indivíduos (Paefi/Creas) e do Serviço Especializado em Abordagem Social.

A assistente social e analista da Sims, Silvia Fernandes, responsável por um dos painéis de evento, reforça que é primordial a participação de todos os municípios e seus equipamentos socioassistenciais. Para ela, somente com informações constantemente atualizadas acerca do trabalho infantil nos municípios é que se poderá, de fato, fortalecer as políticas públicas de enfrentamento à violação de direitos de crianças e adolescentes.

“Assim, o II Encontro do Peti busca dar visibilidade às estratégias de ações vinculadas, não só relativas ao programa, mas também no que concerne à política de assistência social, conforme as resoluções e recomendações feitas pelo MDS [Ministério do Desenvolvimento Social]”, reforça Silvia Fernandes.

Segundo o último censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE), de 2010, o Amapá apresentou registro de 12.324 casos de trabalho infantil. Os municípios com maior incidência foram Macapá, Mazagão, Oiapoque, Pedra Branca do Amapari e Santana.

Diante desses números, a realização do encontro é para reafirmar o compromisso do estado no fortalecimento do combate ao trabalho infantil, no âmbito dos equipamentos da assistência social. E, ainda, auxiliar e consolidar as ações desenvolvidas nos municípios, através de capacitações de profissionais, acompanhamento técnico aos Cras/Creas, fortalecimento das Aepeti e apoio técnico, no que se refere à erradicação.

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá