quinta, 28 de abril de 2022 - 15:36h - 5495
Concursos públicos: Waldez lança editais para soldado do Corpo de Bombeiros e Polícia Militar
Provas objetivas irão ocorrer em datas diferentes, 17 e 24 de julho, para dar mais oportunidade aos concorrentes.
Por: Nathacha Dantas
Foto: Albenir Sousa/Secom
Editais foram apresentados pelo governador Waldez no Palácio do Setentrião

Conforme o anunciado, o governador Waldez Góes lançou, nesta quinta-feira, 28, os editais para concurso público dos setores da Segurança Pública e Defesa Civil e Social, para soldado do Corpo de Bombeiro Militar do Amapá (CBM/AP) e da Polícia Militar – anteriormente previsto para a sexta-feira, 29. Os concursos atendem ao planejamento do Programa Estado Forte Povo Seguro, do Governo do Estado.

A remuneração inicial é de R$ 5.313,18, mais auxílio fardamento anual de R$ 1.600,00, além do auxílio alimentação de R$ 500,00 dado pelo governador a todas as categorias este ano. As inscrições acontecem no período de 9 de maio a 10 de junho, para o CBM e 2 de maio a 3 de junho para a PM. O valor da taxa de inscrição é de R$ 100 reais, preservando o valor de concursos há 5 anos.

Os concursos possuem validade de 2 anos podendo ser renovada por mais 2 anos, por isto, há a formação de cadastro reserva de 2.500 vagas para a Polícia Militar, e 1.500 vagas para o Corpo de Bombeiros.

Contudo, o planejamento do Governo do Estado é iniciar a primeira turma do Curso de Formação de soldado da PM com 600 convocados aptos, e do Curso de Formação de soldado do CBM com 220 aptos.

LEIA AQUI O EDITAL DO CORPO DE BOMBEIROS

LEIA AQUI O EDITAL DA POLÍCIA MILITAR

A realização das provas objetivas está prevista para os dias 17 (PM) e 24 de julho (CBM), com 60 questões de múltipla escolha cada uma, e ambas com duração de 4 horas, sob organização da Fundação Carlos Chagas (FCC).

O governador ressaltou que as datas diferentes oportunizam mais chances aos concorrentes e concurseiros. Outra medida para ampliar as oportunidades de participação nos certames, é a Lei Complementar Nº0139, sancionada por ele no mês de abril, que altera escolaridade, idade e altura mínima para ingresso nas corporações.

Agora, para estar apto, o concorrente necessita, no ato da matrícula, ter ensino médio completo ou estar cursando (antes, exigia-se nível superior) e ter a idade mínima de 18 anos, comprovado no ato da matrícula, e possuir idade máxima de 30 anos no ato da inscrição do concurso.

“Então se um jovem ainda não tem 18 anos, mas se fizer a prova, for aprovado e convocado e, no ato da inscrição do Curso de Formação já tiver 18 anos completos, ele estará apto. Na outra ponta, em relação à idade máxima, se o candidato tiver 30 anos no ato da inscrição do concurso, fizer a prova, for aprovado e convocado, por exemplo, 2 anos depois, com 32 anos ele estará apto, pois no ato da inscrição ele estava dentro da faixa etária permitida”, esclareceu o governador.

Já a altura mínima exigida, agora é de 155 cm, para mulheres, e 160 cm para os homens, em ambos os certames.

LEIA MAIS: Governo sanciona lei que altera escolaridade, idade e altura para ingresso na Polícia Militar e Corpo de Bombeiros

Os concursos serão realizados em seis fases: exame de conhecimento; análise documental; avaliação física; avaliação psicológica; avaliação de saúde; e investigação social.

Os aprovados nos concursos terão formação superior de tecnólogo na área de segurança pública e defesa civil e social.

“O Curso de Formação de Soldado é uma graduação, ao final eles serão Tecnólogos em Segurança Pública e Defesa Civil e Social, nível superior”, explicou o governador.

A realização de novos concursos para a PM e o CBM fazem parte do Programa Estado Forte, Povo Seguro, estratégia do Governo do Amapá que nos últimos 7 anos tem garantido avanços inéditos na Segurança Pública.

Com o Programa, o Governo do Estado está fazendo o maior investimento da história no combate ao crime e à proteção à vida: R$ 290,5 milhões, para a completa reestruturação do setor.

O programa é resultado de um planejamento iniciado em 2015, em parceria com a Bancada Federal e contrapartidas do tesouro do Estado, que permitiu a entrega de novas viaturas, novos prédios, armamentos, ambulâncias, caminhões de combate ao fogo, mobílias, sistemas de rádio e comunicação, novo parque tecnológico, realização de concursos públicos e valorização dos servidores da Segurança do Amapá.

“A convocação de candidatos aprovados em concursos já realizados, como o do Grupo Gestão, Polícia Penal e Polícia Civil, e realização de novos certames, só está sendo possível porque o governo provou aos órgãos de controle a condição legal e fiscal do Estado para absorver esses novos servidores”, enfatizou o governador.

LEIA MAIS: Concursos Públicos: governador Waldez anuncia convocação de 305 aprovados e datas de novos editais.

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá