quarta, 17 de fevereiro de 2016 - 09:32h - 1713
Setrap transfere Navio Comandante Solon para as margens do Rio Matapi
A embarcação, que estava há dois anos atracada em uma área de praticagem no Distrito da Fazendinha, deverá passar por outros serviços de manutenção na estrutura interna e externa.
Por: Cassio Albuquerque

A Secretaria de Estado de Transportes (Setrap) realizou a transferência do Navio Comandante Solon para as margens do Rio Matapi. A embarcação, que estava há dois anos atracada em uma área de praticagem no Distrito da Fazendinha, deverá passar por outros serviços de manutenção na estrutura interna e externa.

Em janeiro, a equipe técnica da Setrap já havia realizado a manutenção nos motores do navio e no sistema de navegação. De acordo com o titular da secretaria, Jorge Amanajás, com a mudança de local, o processo de recuperação da embarcação será mais agilizado.

“Ele [o navio] está desde o fim de semana no novo local. É na mesma área em que se localizam as balsas que se deslocam para Mazagão. A Setrap possui servidores nesse ponto que podem prestar esses serviços”, disse.

Segundo o gestor, o Governo do Estado do Amapá (GEA) já iniciou as tratativas para buscar uma destinação para o Comandante Solon. “Nos reunimos com o comandante da Marinha para discutir a possibilidade do navio ser transformado em um hospital para atender as regiões ribeirinhas do nosso Estado. Caso não seja possível essa alternativa, iremos fazer uma licitação da embarcação para o uso privado”, frisou.

O Navio Comandante Solon tem mais de três décadas de existência e é patrimônio do GEA. A embarcação ficou por nove anos (entre 2003 e 2012) no poder da empresa de navegação Bom Jesus de forma irregular, sem que esta pagasse aluguel referente ao uso da embarcação.

O navio voltou ao poder do Estado após uma ação de reintegração de posse, ingressada pela Procuradoria Geral do Estado (PGE), mas desde esse período nenhum posicionamento foi tomado pela gestão passada para definir o futuro da embarcação.

Com 64 metros de comprimento e 12 metros de largura, o navio tinha capacidade para transportar 955 passageiros, mas, devido uma intervenção da empresa de navegação Bom Jesus na estrutura do mesmo, este número reduziu para 555 passageiros.

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá