terça, 28 de maio de 2019 - 08:59h - 2488
Maio Amarelo: Em aula prática, agentes de trânsito recuperam moto com chassi adulterado
Primeiro Curso de Agente de Trânsito ofertado pelo Detran/AP iniciou no dia 2 de maio e segue até o fim do mês de junho, em Macapá.
Por: Ailton Leite
Foto: Irineu Ribeiro/Secom
Participam do curso, policiais militares e guardas municipais de Macapá

Policiais Militares e guardas municipais que participam do primeiro Curso de Agentes de Trânsito ofertado pelo Departamento Estadual de Trânsito (Detran/AP), recuperaram uma motocicleta que estava com o chassi adulterado. A moto foi recuperada próximo à Ponte Sérgio Arruda, em Macapá, durante as aulas práticas sobre enfrentamento a fraudes veiculares ministrada pelo Batalhão de Operações Especiais (Bope). Os alunos devem passar por outra aula prática ministrada pelo Bope, dessa vez, sobre gerenciamento de crise.

Iniciado em 2 de maio, o curso já chegou na metade da carga horária prevista e tem previsão de encerramento para o dia 28 de junho. Ele faz parte das atividades da campanha internacional Maio Amarelo, que este ano tem como tema “No trânsito, o sentido é a vida”. A capacitação visa aprimorar as técnicas de abordagens entre outras especialidades para aperfeiçoar o trabalho desenvolvido pelos agentes que atuam na Operação Lei Seca coordenada pelo Detran/AP.

De acordo com o chefe do corpo de alunos, capitão Jonas Meguins, além de fraudes veiculares e gerenciamento de crise, a grade curricular do curso envolve técnicas específicas de legislação de trânsito, psicologia aplicada, noções de primeiros socorros, entre outras disciplinas, todas com aulas teórica e prática.

Uma parte das aulas práticas do Curso de Agentes de Trânsito contou com instrutores vindo de outros estados como, por exemplo, um militar que atua desde a implantação da Operação Lei Seca no Rio Grande do Sul, conhecida por lá como “Balada Segura”. De acordo com o capitão Meguins, a participação do instrutor foi importante para aprimorar os conhecimentos aplicados no Amapá, com os que são realizados no sul do país.

“A participação do instrutor gaúcho serviu para colocar em prática o que foi repassado em sala de aula por ele, como o modo de operação utilizado no ‘Balada Segura’, e ver em que momento a gente faz parecido. E, com isso, ver o que pode ser ajustado, melhorado”, relatou Meguins.

Os participantes tiveram, ainda, teoria e prática de instrução de resgate, ministrada por um instrutor do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). As técnicas repassas sobre atendimento pré-hospitalar em caso de acidente, foram consideradas importantes, principalmente, para que eles possam ter a noção de como realizar um pré-atendimento em caso de se deparar com um acidente na estrada.

“Foi um conhecimento muito válido já que a Lei Seca costuma ir para o interior. E a gente pode, de repente, se deparar com uma situação em que precise de um salvamento, um socorro de imediato. Ter esse conhecimento adequado para agir nessa hora é muito importante”, destacou o capitão Jonas Meguins.

GALERIA DE FOTOS

Créditos:

Irineu Ribeiro/Secom

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá