sexta, 24 de maio de 2019 - 11:39h - 1165
Caesa alerta moradores de conjuntos habitacionais sobre descarte incorreto de lixo
Objetivo é evitar a obstrução dos bueiros que causam sérios danos à rede de esgoto e à própria distribuição de água tratada para a população.
Por: Junior Menezes
Foto: Ascom/Caesa
Obstrução de esgoto causada pelo lixo toma tempo e recursos que poderiam ser usados na melhoria da rede de distribuição

A Companhia de Água e Esgoto do Amapá (Caesa) alerta moradores dos conjuntos habitacionais de Macapá para o descarte correto do lixo. O objetivo é evitar a obstrução dos bueiros que causam sérios danos à rede de esgoto e à própria distribuição de água tratada.

Um exemplo desse tipo de problema ocorreu na quinta-feira, 23, quando uma equipe operacional da companhia foi acionada para o conserto de vazamentos no Conjunto Habitacional Macapaba, localizado na zona norte de Macapá. No local, a equipe encontrou inúmeros bueiros obstruídos em função do descarte indevido de lixo no local.

Durante o trabalho de desobstrução, os servidores encontraram brinquedos, pano de chão e roupas íntimas e outros materiais que, por terem sido descartados de forma incorreta, entupiram a tubulação da rede esgoto.

O gerente de Manutenção de Esgoto da Caesa, Ivanildo Bandeira, orienta que a população se conscientize para que os esforços da companhia sejam direcionados para a manutenção e melhoria do sistema. “As pessoas precisam entender que, quando descartam lixo de forma incorreta, toda a comunidade é prejudicada. Os moradores dos conjuntos habitacionais devem ter cuidados com o lixo, para que nós possamos fazer nosso trabalho”, afirma Ivanildo.

O gerente enfatiza que é importante que a população acompanhe o cronograma de coleta de lixo, e tenha o cuidado de atentar para o destino do seu lixo. “Assim, evitam problemas como esse, que acabam causando complicações maiores, como os vazamentos que têm ocorrido nessas áreas”, complementou.

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá