terça, 24 de setembro de 2019 - 16:00h - 7869
Amapá e Banco da Amazônia ofertarão crédito solidário a partir de outubro a empreendedores
Crédito é destinados aos trabalhadores formais e informais; interessados poderão procurar a instituição financeira no Super Fácil Zona Oeste.
Por: Da Redação
Foto: Diego Raylan
Superintendente regional do Banco da Amazônia, Luiz Lourenço, esteve no Super Fácil do Empreendedor onde foi instalada a instituição financeira

A partir do mês de outubro, os trabalhadores formais e informais poderão ter acesso ao crédito solidário do Programa Amazônia Florescer, ofertado pelo Banco da Amazônia em parceria com o Governo do Amapá. Os trabalhadores poderão procurar o Super Fácil Zona Oeste, em Macapá, no Espaço do Empreendedor onde já está instalada a instituição financeira para recepcionar os interessados. Com isso, o Amapá torna-se o quinto estado da região amazônica a implantar a linha de crédito.

A linha de microcrédito operacionalizada será de R$ 300 a R$ 21 mil com o uso da metodologia do Programa de Microcrédito Produtivo Orientado (PNMPO). O procedimento será orientado pela Agência de Desenvolvimento Econômico (Agência Amapá). “Essa linha vem se adequar a vários programas de empreendedorismo do Estado, especialmente, às mulheres que são capacitadas e precisam de financiamento para poder empreender”, reforça diretor de Desenvolvimento Setorial e Regional da Agência Amapá, Joselito Abrantes.

Os interessados podem acessar o crédito por meio da formação de Grupos Solidários de 3 a 10 pessoas. “Trabalhadores de todos os segmentos podem procurar a nossa unidade no Super Fácil Zona Oeste, que aí será formado um grupo solidário e liberado o primeiro crédito. Na medida em que eles forem pagando, o crédito vai aumentando. Pois, o objetivo é eles se bancalizarem”, explica o superintendente regional do Banco da Amazônia no Pará e Amapá, Luiz Lourenço Neto.

O crédito será para a compra de ferramentas, máquinas e equipamentos, realização de pequenas reformas e ampliações de instalações do negócio. O Banco da Amazônia ainda oferece capital de giro em Grupo Solidário para compra de insumos, matéria-prima e mercadorias para grupos solidários com atividades de ciclos operacionais semelhantes como, por exemplo, grupo de costureiras.

Para participar do Programa Amazônia Florescer, o empreendedor precisa residir ou trabalhar no bairro onde fica o seu negócio; ter uma atividade há pelo menos um ano; idade mínima de 18 anos, além de apresentar cópias do CPF, Carteira de Identidade e comprovante de residência.

Entre as atividades aptas para financiamento estão: comércio, manicures, feirantes, armarinhos, mercearias, sorveterias, frutarias, salão de beleza, costureiras, consertos de sapatos entre outros.

O Espaço do Empreendedor fica localizado no Super Fácil Zona Oeste, na Rodovia Duca Serra km3, no 887 bairro Cabralzinho. E reúne 12 órgãos municipais e estaduais, entre eles, a Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz), Junta Comercial (Jucap), Corpo de Bombeiros (CBM/AP), Agência de Fomento do Amapá (Afap), Agência Amapá, Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) e Prefeitura de Macapá.

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá