quinta, 22 de dezembro de 2016 - 15:59h - 4952
Governo firma acordo com órgãos para investir em ações voltadas ao empreendedorismo
Acordo busca retomar atividades no Centro de Incubação de Empresas do Iepa e promover a inovação e o acesso à tecnologia em pequenos negócios no Estado.
Por: Cassio Albuquerque
Foto: Marcelo Loureiro
Termo de cooperação assinado pelo governo do Estado e órgãos busca incentivar a abertura de novas empresas

Visando promover a inovação e o acesso à tecnologia em pequenos negócios no Estado, o governo do Amapá firmou nesta quinta-feira, 22, o termo de cooperação com instituições públicas de diversos setores para potencializar ações e fortalecer a gestão do Centro de Incubações de Empresas (CIE), unidade pertencente ao Instituto de Pesquisas Científicas e Tecnológicas do Amapá (Iepa).

O CIE funciona como uma incubadora de empresas, um ambiente dotado de capacidade técnica, gerencial, administrativa e com infraestrutura para amparar o empreendedor. Este tipo de unidade apoia a transformação de empresas potenciais em empresas crescentes e lucrativas nas mais diversas áreas de atuações.

O centro foi criado em 2008, durante a primeira gestão do governador Waldez Góes, com objetivo de dar suporte ao Programa de Incubação de Empresas, que é desenvolvido pelo Iepa desde 1997. Porém, a unidade deixou de receber investimento e a devida assistência nos últimos anos.

Com o termo, o CIE, em parceria com as instituições, voltará a ter importância nas políticas voltadas ao empreendedorismo nos diversos segmentos, na elaboração de projetos para captação de recursos junto a entidades financeiras e de fomento, e na captação e intermediação em negociação com investidores.

Nesta nova proposta de trabalho, o Iepa contará com o apoio dos seguintes órgãos: Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação (Setec), Agência de Desenvolvimento Econômico do Amapá (Ageap), Agência de Fomento do Estado do Amapá (Afap), Universidade Estadual do Amapá (Ueap) Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amapá (Ifap), Universidade Federal do Amapá (Unifap) e Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas no Amapá (Sebrae-AP).

Segundo o governador, investir nesta modalidade é um dos passos que possibilitam o crescimento econômico do Amapá a partir de uma nova perspectiva. “Os projetos criados na incubadora podem dar suporte às empresas que atuarão na Zona Franca Verde e na área da Flota [Floresta Estadual do Amapá]. A união desses órgãos que atuam na ciência, na tecnologia, no empreendedorismo e na sustentabilidade, pode contribuir com estes projetos que visam dar mais qualidade de vida para a população”, destacou Góes.

O diretor presidente do Iepa, Wagner Moura, ressaltou que nos últimos cinco anos o centro não conseguiu produzir a inovação necessária para o desenvolvimento tecnológico, mas acredita que, a partir da união dos órgãos parceiros, essa realidade mude.

“O centro de incubação é um dos melhores espaços para a inovação tecnológica do país, mas não foi explorado o seu potencial da forma que se deveria. Agora, estamos nos unindo com os órgãos envolvidos na elaboração destas políticas que visam desenvolver a economia local”, frisou.

O diretor superintendente do Sebrae, João Alvarenga, elogiou a iniciativa do governo em retomar as atividades da incubadora de empresas e disse que a parceria com os demais órgãos potencializa as políticas voltadas ao empreendedorismo.

“O mais interessante é que tem órgãos que atuam no financiamento, na área da tecnologia, da ciência e o próprio Sebrae, que está unido em prol dessa iniciativa, que vai ser de grande importância nas ações voltadas a pequenas empresas e ao empreendedorismo local”, acrescentou.

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá