sexta, 22 de novembro de 2019 - 13:36h - 1156
Porto Grande recebe primeira ação governamental referente aos 16 Dias de Ativismo
Fortalecer a Rede de Atendimento à Mulher vítimas de violência (RAM) é um dos principais objetivos da campanha.
Por: Alice Valena
Foto: Divulgação SEPM
Mulheres de Porto Grande participaram de ação de combate à violência doméstica

Fortalecer a Rede de Atendimento à Mulher vítimas de violência (RAM) é um dos principais objetivos dos 16 Dias de Ativismo - juntos pelo fim da violência contra a mulher, campanha global que vai até o dia 10 de dezembro. O Governo do Estado, através da equipe da Secretaria Extraordinária de Política para Mulheres (SEPM) reuniu agentes da RAM no município de Porto Grand nesta quinta-feira, 21, para promover a ação.

Participaram do encontro coordenadoras municipais, psicólogos, pedagogos, servidores de saúde, além da coordenadora do Centro em Refêrencia em Atendimento à Mulher de Porto Grande (CRAM/Porto Grande), Letícia Fanny. O centro pertence à SEPM e pretende alinhar a rede de atendimento com as outras entidades públicas em favor das mulheres portograndenses vítimas de violência doméstica.

Na pauta, além do fortalecimento da RAM local, informações de como proceder uma denúncia de violência, prevenção e sensibilização acerca de casos de violência doméstica. A Rede de Atendimento à Mulher (RAM) foi criada através da Lei n° 1764/13.

A secretária extraordinária de Política para Mulheres, Renata Apóstolo Santana, debateu também questões de comprometimento e atendimento diferenciado e preferencial às mulheres.

"Essa é a primeira ação integrada nessa edição dos 16 Dias de Ativismo, um momento de construção coletiva", pontuou a gestora da pasta, que percorrerá outros municípios amapaenses incentivando a conscientização e o combate à violência contra a mulher.

Em Porto Grande uma marcha intitulada “Marcha das Marias das Graças” acontece no próximo dia 28 de novembro.

GALERIA DE FOTOS

Créditos:

Divulgação SEPM

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá