sexta, 22 de novembro de 2019 - 18:18h - 3100
População negra discute intolerância, segurança e acesso à saúde em seminário
Uma série de seminários que a Secretaria Extraordinária de Políticas para Afrodescendentes (Seafro) realiza no Mês da Consciência Negra.
Por: Gabriel Penha
Foto: Gabriel Penha/Seafro
Integrantes de religiões de matriz africana participam de seminário promovido pela Seafro

Intolerância religiosa, segurança pública e acesso à saúde voltados à população negra foram os três eixos do segundo de uma série de seminários que a Secretaria Extraordinária de Políticas para Afrodescendentes (Seafro) realiza no Mês da Consciência Negra. Os debates aconteceram pela manhã e tarde, nesta sexta-feira, 22, no auditório do Centro de Ensino Profissionalizante do Amapá Professora Josinete Oliveira Barroso (Cepajob), em Macapá.

Foram convidados os palestrantes Marcos Vinícius de Freitas, professor do curso de história e relações internacionais da Universidade Federal do Amapá (Unifap), que discorreu sobre “As múltiplas faces da intolerância religiosa e; Alexandre Almeida, o “Pai Vanjure”, que é licenciado em letras, explanando sobre “A intolerância religiosa na ótica da cultura”.

Na ocasião, grupos de trabalho foram formados, para discussões e encaminhamento de propostas, com a participação do professor de direito processual penal da Unifap, José Roberto Nery Moraes, que participou do eixo segurança pública. O cirurgião dentista e sacerdote de religião de matriz africana Marcos José Ribeiro dos Santos falou sobre as práticas e acesso à saúde pelas populações dos terreiros.

A mestre em educação brasileira Elane Carneiro de Albuquerque fez uma apresentação sobre escola e construção da identidade através da educação e valores religiosos. Todos os encaminhamentos dos seminários integrarão um dossiê que será entregue pela Seafro no Encontro de Gestores, em dezembro.            

O primeiro seminário, realizado no dia 8 de novembro, tratou dos temas turismo em comunidades e agricultura familiar. No próximo dia 29 de novembro (sexta-feira), será debatido o tema “Memórias e Narrativas de Afro Empreendedores do Amapá”, no auditório do Sebrae Amapá.

Segundo o secretário de Políticas para Afrodescendentes, Aluizo de Carvalho, os debates têm como principal objetivo proporcionar a reflexão e a discussão, e dar voz à população negra, em especial neste mês de novembro.

“Neste período de exaltar a Consciência Negra, temos a parte cultural, com o Encontro dos Tambores, mas, também, precisamos ouvir nossa comunidade, através dos segmentos, assim, avançando as políticas e ações afirmativas”, disse o secretário.

Pai Salvino Santos, que esteve na reunião, disse que os terreiros, além de templos afrorreligiosos, prestam relevantes serviços sociais, através de projetos e ações desenvolvidos ao longo do ano, mas, que são “estigmatizados por causa do preconceito”.

“Eventos como este seminário são de grande valia para desconstruir visões deturpadas sobre as religiões de matriz africana. O que queremos é tão somente respeito”, pediu.

GALERIA DE FOTOS

Créditos:

Gabriel Penha/Seafro

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá