quinta, 22 de agosto de 2019 - 17:58h - 1368
Coordenador do PAB visita Casa do Artesão e anuncia investimentos para o segmento
Objetivo foi conhecer de perto os produtos confeccionados pelos artesãos amapaenses e implementar ações para o fomento do setor.
Por: João Clésio
Foto: Ascom/Sete
Na Casa do Artesão, Fábio Silva elogiou o trabalho local

Em visita ao Amapá, nesta quarta e quinta-feira, 21 e 22, o coordenador da Subsecretaria de Desenvolvimento das Micro e Pequenas Empresas, Empreendedorismo e Artesanato do Ministério da Economia, Fábio Silva, conheceu de perto as peças artesanais expostas na Casa do Artesão e nos anexos do Monumento Marco Zero do Equador, Museu Sacaca e Aeroporto Internacional de Macapá. O convite partiu do Governo do Amapá, por meio da Secretaria de Estado do Trabalho e Empreendedorismo (Sete).

Fábio Silva disse ter ficado encantado com a qualidade, acabamento e diversidade do artesanato local. Em reunião com a secretária do Trabalho e Empreendedorismo, Marcella Chesca, o secretário adjunto, Ezequias Costa e demais técnicos, ele anunciou a ampliação dos investimentos do Programa de Artesanato Brasileiro (PAB) no Amapá e parcerias para incentivar o segmento.

“O artesanato é um dos setores do país que geram emprego e renda, atrai milhares de turistas e contribui de forma direta para o aquecimento da economia. Saio do Amapá com uma impressão muito positiva quanto a estrutura da Casa do Artesão, a quantidade e qualidade das peças. Vamos fortalecer a parceria com o Governo do Estado para dar mais visibilidade aos produtos em feiras nacionais e locais, entre outros incentivos, inclusive financeiro”, falou o coordenador.

A finalidade do PAB é coordenar e desenvolver atividades que visem valorizar o artesão, desenvolver o artesanato e a empresa artesanal. Nesse sentido, são desenvolvidas ações voltadas a geração de oportunidades de trabalho e renda, o aproveitamento das vocações regionais, a preservação das culturas locais, a formação de uma mentalidade empreendedora e a capacitação de artesãos para o mercado competitivo, promovendo a profissionalização e a comercialização dos produtos artesanais brasileiros.

A Casa do Artesão tem mais de 30 mil peças expostas, incluindo os três anexos. Desde que foi reinaugurada, em dezembro de 2018, após ampla reforma realizada pelo Governo do Estado, o espaço conta, também, com a exposição e venda de manualidades.

“Ficamos muito felizes por receber a visita da coordenação do PAB. A boa impressão que ele leva do nosso artesanato, nos dá a certeza de que o governo está no caminho certo quanto as políticas públicas para o segmento”, atestou Marcella.

Para aquecer as vendas e atrair público para a Casa do Artesão, o governo amapaense vem desenvolvendo uma série de atividades na praça em frente ao prédio. No dia 30 de agosto, haverá uma grande ação do Mês da Diversidade, com a Feira da Diversidade e a Virada Cultural, a partir de 17h.

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá