segunda, 22 de julho de 2019 - 12:10h - 4322
Hemoap inicia campanha para atrair doadores durante férias escolares
Objetivo é atrair doadores especialmente com biotipo O-, sangue considerado raro e o mais utilizado em casos de emergência, por ser universal.
Por: Claudia Cavalcanti
Foto: André Rodrigues/Sesa
Morando e estudando em Minas Gerais, Térsio de Melo, 19 anos, está passando as férias em Macapá e tirou um tempo para fazer sua doação no Hemoap

O Instituto de Hematologia e Hemoterapia do Amapá (Hemoap) iniciou nesta segunda-feira, 22, uma campanha para atrair doadores de sangue no período de férias escolares, especialmente aqueles do tipo O-, sangue considerado raro e o mais utilizado em casos de emergência, por ser universal.

O diretor-presidente do Hemoap, Sávio Ferreira, explicou que é normal a queda nas doações no mês de julho quando os voluntários geralmente viajam. “Temos uma média de 70 doadores diários, no período das férias esse número cai para 40. A necessidade maior é do tipo O- e, temos poucos doadores com essa tipagem”, evidenciou.

A campanha, que vai até 2 de agosto, também irá chamar atenção sobre os requisitos para doar sangue, como ter se alimentado adequadamente; não ter ingerido álcool a no mínimo 12 horas antes da doação e, informar durante a triagem, se viajou para regiões interioranas ou para a região Nordeste, onde circulam alguns parasitas que transmitem doenças como a malária, entre outras, que impedem o voluntário de doar.

Atualmente morando no estado de Minas Gerais, onde estuda, e passando as férias em Macapá, Térsio de Melo, 19 anos, sempre reserva um tempo para ir até o Hemoap fazer a sua doação. “A primeira vez que doei sangue foi porque meu pai precisou e percebi que, assim como ele, outras pessoas também poderiam precisar. Sempre que retorno a Macapá nas férias faço questão de vir aqui ajudar”, incentiva.

Como ser doador de sangue

Para se tornar um doador voluntário, a pessoa precisa estar saudável; pesar mais de 50 kg, ter entre 16 e 69 anos (menores de 18 anos somente com autorização dos responsáveis e, maiores de 60 anos, se já forem doadores assíduos) e, apresentar documento de identificação (no caso de primeira doação é necessário levar comprovante de residência).

O doador precisa estar descansado e alimentado. Antes de doar, a pessoa passa pela triagem clínica, onde é feito um questionário sobre a saúde e a vida do voluntário para tentar identificar todo o fator que o deixe inapto, temporariamente.

Uma única doação pode ajudar a salvar até quatro vidas, pois a bolsa de 450ml doada passa por um processo de fracionamento, de onde se extraem quatro componentes do sangue: concentrado de hemácias, o concentrado de plasma, plaquetas e o crioprecipitado.

O horário para as doações no Hemoap é de 7h30 às 12h. O instituto fica localizado na Rua Jovino Dinoá, esquina com a Avenida Raimundo Álvares da Costa, bairro Central, em Macapá.

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá