sexta, 22 de março de 2019 - 19:13h - 2068
Peixe Popular deve colocar 150 toneladas de pescado à venda durante a Semana Santa
Estado deve investir R$ 149 mil em subsídios aos empreendedores, o que vai permitir a venda do pescado com preço abaixo do praticado em outras épocas do ano.
Por: Ailton Leite
Foto: Maksuel Martins / Secom
Comercialização de pescado vai ocorrer em Macapá, Santana, Porto Grande e Itaubal

A Agência de Pesca do Amapá (Pescap) já iniciou o planejamento para mais uma edição do Programa Peixe Popular, que ocorrerá durante a Semana Santana, no mês que vem. A expectativa do governo do Estado é comercializar 150 toneladas de pescado, de várias espécies, entre os dias 16 e 19 de abril.

A programação do Peixe Popular será lançada no dia 15 de abril, na Colônia de Pescadores Z1, em Macapá. De acordo com a Pescap, a ideia é comercializar os peixes da região dos lagos, como tamuatá, jiju, traíra, piranha, aracú, entre outros. Também haverá venda de pescado de água salgada, como a uritinga, sarda, entre outros, além de pescado vivo, que são aqueles cultivados em cativeiros, como pirapitinga e tambaqui.

Segundo o diretor-presidente da Pescap, Edson França, o Estado vai subsidiar em torno de R$ 149 mil de apoio aos empreendedores com tendas, gelo, cubas, entre outros. Com isso, o pescado poderá ser vendido com preço abaixo do praticado fora do programa.

“Além deste aporte financeiro, o Estado entra ainda com o apoio técnico com nosso pessoal que dá suporte a cada empreendedor, assim como ao consumidor que queira tirar alguma dúvida ou obter uma informação”, frisou o diretor reforçando que o Instituto de Defesa do Consumidor do Amapá (Procom/AP) vai integrar as ações conjuntas com a Pescap nas fiscalizações durante este período. A Polícia Militar vai atuar no entorno dos pontos de venda para garantir a segurança dos empreendedores e dos consumidores.

A Pescap vai trabalhar em parceria com as prefeituras dos municípios aonde acontecerá a comercialização, e ainda, em conjunto com associações de feirantes, Federação de Pescadores do Amapá, Colônias de Pescadores e empreendedores da piscicultura.

“Teremos pontos de comercialização nos bairros do Pacoval, Perpétuo Socorro, Marabaixo, Buritizal, Infraero, Zerão, além de pontos de venda nos municípios de Santana, Porto Grande e Itaubal”, frisou o França.

O pescado vivo deverá ser comercializado nos bairros Pacoval e Buritizal, em Macapá, nos dias 17 e 18.

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá