domingo, 22 de março de 2020 - 23:10h - 10126
COVID-19: Amapá pede cooperação a China para reforçar aparato de equipamentos
Governador Waldez Góes assinou neste domingo, 22, o ofício destinado ao embaixador da China no Brasil, Yang Wanming.
Por: Elmano Pantoja
Foto: Phillippe Gomes/Governo do Amapá
Ofícios foram assinados durante a tarde de domingo, 22, no Palácio do Setentrião. Documentos já foram encaminhados com a solicitação de apoio

O Governador do Amapá, Waldez Góes, assinou neste domingo, 22, um ofício solicitando a colaboração do Governo Chinês no enfrentamento COVID-19. O documento é destinado ao Embaixador da China no Brasil, Yang Wanming.

No ofício, o Estado pede a parceria para a aquisição de materiais para leitos de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), como respiradores, testes rápidos, insumos para a detecção do novo coronavírus, entre outros.

Waldez Góes é também presidente do Consórcio de Governadores da Amazônia Legal. Ele reforçou no documento que o pedido é em colaboração dos nove estados que compõe e entidade.

Além disso, o ofício também informa à embaixada que estão sendo tomadas todas as providências possíveis para prevenir novos contágios no Amapá. Até o momento, o estado tem um caso confirmado da doença.

Para o governador, essa cooperação será fundamental para evitar a proliferação do vírus. Ele destaca que a China é detentora de recursos e equipamentos de ponta e já se mostrou solidária a situação de outros países no enfrentamento ao COVID-19.

“Sempre tivemos uma relação diplomática com o embaixador chinês e, enquanto presidente do Consórcio de governadores da Amazônia Legal, espero que o pedido de colaboração seja atendido”, disse Waldez Góes.

Reforço no enfrentamento

Outro ofício foi encaminhado ao ministro da Defesa, general Fernando Azevedo, para que, diante do cenário epidemiológico, sejam instalados Hospitais de Campanha do Exército Brasileiro nas cidades de Macapá, Oiapoque e Laranjal do Jari.

O pedido leva em consideração a necessidade de prestar assistência na triagem e atendimento médico aos prováveis acometidos pelo vírus. Os documentos buscam mais medidas preventivas para estruturar o Amapá.

“Apesar de termos apenas um caso confirmado até o momento, estamos somando esforço e mobilizando essas parcerias para que, caso o cenário mude, o Amapá esteja preparado para dar a resposta”, finalizou Waldez Góes.

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá