sexta, 22 de fevereiro de 2019 - 17:35h - 325
Em Pracuúba, Batalhão Ambiental apreende 200 kg de pescado
Desde o início do ano, quase três toneladas de espécies protegidas pelo defeso já foram apreendidas pelo Batalhão Ambiental da Polícia Militar.
Por: Ailton Leite
Pescado de várias espécies deverá ser doado a moradores da cidade, caso esteja apto para consumo

Na manhã desta sexta-feira, 22, no município de Pracuúba, o Batalhão Ambiental da Polícia Militar do Amapá (PM/AP) apreendeu 200 kg de pescado de espécies como tamoatá, piranha, traíra, jeju, entre outros, que estão protegidas pelo período de defeso.

De acordo com o tenente Adauto Matos, da Divisão de Relações Públicas e Imprensa do Batalhão Ambiental, a apreensão aconteceu através de fiscalização por militares lotados na 3ª Companhia que atuam no município. “O pescado estava condicionado em isopor e provavelmente seria comercializado, o que está proibido por conta do período de defeso para essas espécies”, relatou o militar.

Uma pessoa que seria o responsável pelo foi detida e apresentada na delegacia do município. Ele deverá responder por crime ambiental, com pena que varia de 1 a 3 anos de detenção.

O pescado apreendido passará por inspeção da Vigilância Sanitária do município e, caso esteja apto para consumo, será doado aos moradores de Pracuúba.

De janeiro até o momento, as fiscalizações do Batalhão Ambiental já resultaram na apreensão de 2,9 toneladas de pescado protegidos pelo período de defeso, que iniciou em 15 de novembro e vai até 15 de março deste ano para assegurar a reprodução das espécies. Quem for flagrado transportando ou comercializando quantidade acima do permitido – 5 kg – poderá responder por crime ambiental.

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá