sexta, 21 de fevereiro de 2020 - 04:16h - 1298
Operação Carnaval 2020: Lei Seca e BPRE abordam mais de 500 condutores na primeira noite
O objetivo da ação é coibir excesso por parte dos motoristas e com isso manter a ordem no trânsito, neste período da quadra carnavalesca.
Por: Weverton Façanha
Foto: Neto Lacerda/Sejusp
Barreiras foram montadas em distintos pontos das rodovias JK e Duca Serra, vias de acesso ao município de Santana, onde as ações foram concentradas na primeira noite de ações.

No primeiro dia da “Operação Carnaval 2020”, envolvendo os órgãos de trânsito, Lei Seca e o Batalhão de Policiamento Rodoviário Estadual (BPRE) montaram barreiras em distintos pontos das rodovias JK e Duca Serra, vias de acesso ao município de Santana, onde as ações foram concentradas. O objetivo foi coibir, principalmente, motoristas sob efeito de bebida alcoólica para manter a segurança no trânsito.

VEJA OS NÚMEROS DA PRIMEIRA AÇÃO:

  • Abordagens – 589 (Lei Seca 321 e BPRE 268) 
  • Motoristas sob efeito de álcool (artigo – 165 A) – 1 (Lei Seca) 
  • Motoristas sob efeito de álcool (artigo – 165) – 2 (BPRE) 
  • 3 motocicletas removidas, 9 documentos recolhidos (4 CNHs e 5 CRLV) (BPRE) 
  • Demais autuações de trânsito – 35 (Lei Seca - 11 e BPRE -24) 
  • Militares envolvidos – 33 (Lei Seca - 15 e BPRE -18) 
  • Viaturas utilizadas – 8 

Mesmo sendo abordados, motoristas aprovaram a iniciativa dos órgãos em realizar barreiras no trânsito para tirar das vias condutores que possam causar acidentes.

“Temos muitos exemplos que direção não se pode misturar com álcool. Então, é mais do que correto sempre serem feitas essas fiscalizações”, declarou o autônomo, Raimundo Mira.

O serviço foi ativado por volta das 18h de quinta-feira, 20, e encerrou na madrugada de sexta-feira, 21.

“Nossa finalidade é garantir a tranquilidade nas vias de toda a cidade e assim, evitar excessos dos condutores, mas já observamos que existe uma conscientização, pois, o número de motoristas dirigindo após ingerir bebida alcoólica vem diminuindo”, destacou o coordenador da Operação Lei Seca, major Rondinele Marques.

As fiscalizações se estenderão em todos os dias que compreendem a quadra carnavalesca.

Santana

No município de Santana, onde iniciou o carnaval de blocos, o policiamento envolveu 110 militares de diversos Batalhões, que atuarão em vários pontos do percurso com policiamento a pé e rondas ostensivas. Até o encerramento do evento na primeira noite, nenhuma ocorrência grave foi registrada. Haverá ainda mais quatro dias de carnaval. Em todos esses dias, o policiamento será feito com mais de 100 militares.

Bloco da Responsa

As práticas fazem parte da “Operação Tolerância Zero”, envolvendo os órgãos de Segurança Pública. A estratégia integra o Bloco da Responsa, organizado pelo Governo do Amapá, e envolvem ações de segurança pública e demais atividades que foram montadas para assegurar a folia com tranquilidade às famílias amapaenses. 

GALERIA DE FOTOS

Créditos:

Netto Lacerda/Sejusp

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá