segunda, 21 de janeiro de 2019 - 12:47h - 680
Super Fácil começa a emitir documentos pessoais das vítimas de incêndio no Ambrósio
Dois boxes com seis servidores estão disponíveis para atender, exclusivamente, às vítimas do sinistro, no município de Santana.
Por: Da Redação .Colaboradores: Neuciane Lima
Foto: Super Fácil
Está sendo retirada a segunda via da Carteira de Identidade e Cartão do SUS, além do registro de B.O. e emissão de foto 3x4

O Serviço de Atendimento Integrado ao Cidadão (Siac) Super Fácil começou a retirar, nesta segunda-feira, 21, a segunda via dos documentos pessoais das vítimas do incêndio ocorrido na comunidade do Ambrósio, área portuária do município de Santana, na noite de sexta-feira, 18.

Os documentos começaram a ser emitidos depois que as equipes do Governo do Amapá e Prefeitura de Santana fizeram um levantamento das necessidades mais urgentes das vítimas. Foram contabilizadas 8 casas atingidas, sem feridos. Assim que a ocorrência foi registrada na sexta-feira, o Governo do Amapá e Prefeitura de Santana mobilizaram 102 agentes de segurança pública e assistentes sociais para socorrer as vítimas.

Agora, está sendo retirada a segunda via da Carteira de Identidade e Cartão do Sistema Único de Saúde (SUS). Também está sendo feito o registro de Boletim de Ocorrência (B.O.) e emissão de foto 3x4. O atendimento ocorre na unidade do Super Fácil, localizada na Avenida Santana nº 2, na área portuária da cidade, bem próximo ao local do incêndio. O horário de funcionamento é das 8h às 18h.

Dois boxes com seis servidores estão disponíveis para atender, exclusivamente, às vítimas do sinistro. Para evitar problemas na identificação das pessoas, a Secretaria de Estado da Inclusão e Mobilização Social (Sims) emitiu um protocolo que deverá ser apresentado no momento da emissão da documentação necessária.

Força-tarefa

Uma grande força-tarefa do Estado e do município de Santana atuam conjuntamente na assistência com alimentação e água potável e, cadastro das famílias para que sejam incluídas em benefícios eventuais e programas sociais. No prédio da Secretaria Municipal de Assistência Social, estão sendo armazenadas doações para as famílias, como roupas e eletrodomésticos.

Foram identificadas 10 famílias afetadas, o que corresponde a 46 pessoas, entre adultos e crianças. Das oito residências atingidas, cinco tiveram perda total e três foram atingidas parcialmente pelas chamas. Segundo o Corpo de Bombeiros Militar do Amapá (CBM/AP), os afetados estão em condição de desalojados, ou seja, abrigados em casas de familiares e vizinhos. Não houve, portanto, necessidade de um abrigo coletivo.

Peritos já fizeram levantamento técnico para apurar as possíveis causas do incêndio. Prazo de conclusão do laudo é de 30 dias.

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá