segunda, 20 de janeiro de 2020 - 14:18h - 3401
Estado empossa novos procuradores do Amapá
Governador destacou que a atuação da PGE é fundamental para que o estado consolide o uso transparente de verbas públicas, para a defesa dos interesses do povo.
Por: Weverton Façanha
Foto: Maksuel Martins
Governador do Amapá, Waldez Góes, empossou e deu as boas vindas ao serviço público aos procuradores aprovados em concurso

Da REDAÇÃO

O governador Waldez Góes, deu posse nesta segunda-feira, 20, a cinco novos procuradores do Estado aprovados no concurso público promovido pela atual gestão.

Agora eles integram o quadro efetivo de funcionários da Procuradoria Geral do Estado do Amapá (PGE/AP).

Representes dos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário acompanharam a solenidade de posse, que ocorreu no Palácio do Setentrião, sede central do governo amapaense.

O governador Waldez Góes enfatizou o ganho que o estado tem com a chegada de novos procuradores. Ele explicou que a atuação da PGE é fundamental para que o estado consolide o uso transparente de verbas públicas, para a defesa dos interesses do povo do Amapá e para aquisições e execuções de obras que ajudam a fortalecer a economia do estado.

“Ter uma procuradoria de estado forte, tecnologicamente preparada em termos de pessoas altamente habilitadas para prestar o serviço é fundamental para tenhamos resultados positivos nas demandas do Amapá. Este é o nosso segundo concurso para a área é assim, vamos fortalecendo o setor”, destacou o governador.

 
O procurador-geral do Amapá, Narson Galeno, ressaltou o reforço em detrimento da grande demanda.

"A PGE atende demandas jurídicas e dá pareceres sobre quase todos os processos de compra, de execução de obras, entre outros. Então a demanda é enorme e do Estado não pode parar. Portanto esses cinco novos profissionais vão nos dar um fôlego enorme para tornar nosso trabalho mais célere e continuar com a efeiência", avaliou Narson Galeno.

Já empossado procurador, Rennan Melo, natural do estado do Piauí, falou da dificuldade e da rigidez das fases do certame. Ele lembrou que o concurso reuniu cerca de 1600 candidatos. Além da prova objetiva, os empossados tiveram que encarar e vencer outras cinco fases, sendo uma prova oral, um dos diferenciais do processo.

“Quando tive acesso ao edital observei que estava preparado e que poderia concorrer e conseguir uma das vagas, mas posso dizer que o processo foi o muito difícil e realmente selecionou candidatos muito preparados e hoje estou feliz e quero desenvolver um grande trabalho no Amapá”, disse.

Agora a PGE passa a ter 35 cargos de carreira em sua composição.

OS NOVOS PROCURADORES DO AMAPÁ

- Rennan da Fonseca Melo

- Raul Akeyb Custodio Silva

- Manuela Almeida Rezende Campos

- Mayara Lourenço do Nascimento

- Rodrigo Marques Pimentel

GALERIA DE FOTOS

Créditos:

Maksuel Martins/Secom

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá