segunda, 19 de agosto de 2019 - 19:43h - 992
Profissionais dos Cras são orientados sobre programa de atendimento à família
Capacitação é para eficaz execução do Paif, principal serviço ofertado nos centros a pessoas em situação de vulnerabilidade.
Por: Nathacha Dantas
Foto: José Baia/Secom
Treinamento acontece até quinta-feira, na Escola de Administração Pública do Amapá

Nesta segunda-feira, 19, a Secretaria de Estado da Inclusão e Mobilização Social (Sims) iniciou a primeira etapa da capacitação de técnicos dos Centros de Referência de Assistência Social (Cras), de Macapá. Eles estão sendo orientados acerca da execução e normativas do Programa de Atendimento Integral à Família (Paif), principal serviço ofertado nos centros a pessoas em situação de vulnerabilidade. O treinamento acontece até quinta-feira, 22, na Escola de Administração Pública do Amapá (EAP).

Estão participando assistentes sociais, educadores sociais, psicólogos, sociólogos, entre outros, que atuam nos centros de referência na capital. Para a assistente social Mariana Gonçalves, que coordena a unidade do Cras de Fazendinha, o apoio servirá para aprimorar a qualidade e agilidade no atendimento às famílias assistidas nos centros de referência.

“O Cras é a porta de entrada das famílias em situação de vulnerabilidade e risco social. É nas unidades que ocorre o primeiro acesso às políticas de assistência.  E o programa de atendimento integral possui o caráter protetivo, proativo e preventivo, com o intuito de evitar que a família tenha o direito violado. Acredito que, com todos os profissionais trabalhando na mesma visão, teremos famílias cada vez mais fortalecidas e lares saudáveis’, considerou a assistente social. 

Albanize Colares, secretária de Inclusão e Mobilização Social, falou que essa é a primeira iniciativa com os técnicos municipais, com relação ao programa. Ela enfatizou que é papel da secretaria o monitoramento e avaliação da política de assistência social, além de assessorar os municípios em sua esfera de abrangência para o desenvolvimento e aprimoramento da gestão dos serviços de proteção social básica às famílias, e que o apoio técnico para a execução do Paif é estratégico para colaborar com o aperfeiçoamento da atuação profissional dos técnicos dos Cras.

“Nessa primeira etapa, eles vão receber noções sobre a normatização do programa integral e como deve ser a aplicação eficaz nos atendimentos às famílias assistidas. O programa é executado pelos municípios, e o Estado tem a função educacional dos profissionais e monitoramento das ações e resultados”, explicou Albanize. 

Segundo a secretária, o programa leva em consideração todas as situações de fragilidade dentro no núcleo familiar, com o objetivo de apoiar as famílias, prevenindo a ruptura de laços, promovendo o acesso a direitos e contribuindo para a melhoria da qualidade de vida.

A capacitação para os técnicos que atuam nas unidades do Cras de outros municípios do estado, obedecerá a um cronograma que ainda será informado pela Coordenação de Proteção Social (CPS) e Núcleo de Proteção Básica (NPB), organizadores do evento.  

O Paif

O Sistema Único de Assistência Social (Suas) prevê a execução do Programa de Atendimento Integral à Família (Paif) em todos os Centros de Referência da Assistência Social (Cras) do país. No Amapá, há 21 centros, sendo seis somente na capital, Macapá.

O Paif consiste no trabalho social, de serviço continuado, com a finalidade de apoiar e fortalecer os vínculos familiares e comunitários, por meio de ações de caráter preventivo, protetivo e proativo das famílias em situação de vulnerabilidade social, econômica, entre outras.

As principais ações do Paif podem ser de intervenção individual e/ou coletiva, como: acolhida, estudo social, visitas domiciliares, acompanhamento familiar, oficinas com famílias, ações comunitárias, ações particularizadas e encaminhamentos necessários, como apoiar a inclusão ou atualização cadastral das famílias no Cadastro Único, realizar os encaminhamentos necessários para o acesso à renda, para serviços da assistência social e de outras políticas.

GALERIA DE FOTOS

Créditos:

José Baia/Secom

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá