terça, 19 de janeiro de 2021 - 12:42h - 2776
Enfermeira, idosa e índio Tyrió são os primeiros a serem vacinados contra covid-19 no Amapá
Grupo prioritário foi imunizado durante cerimônia nesta terça-feira, 19, no Palácio do Setentrião, sede do Governo do Estado.
Por: Jorge Abreu
Foto: Maksuel Martins/Secom
Governador Waldez acompanha a vacinação da enfermeira Kátia. Campanha de imunização está aberta no Amapá.

A enfermeira Kátia Regina Marinho, de 55 anos, foi a primeira a ser vacinada contra a covid-19 no Amapá durante cerimônia nesta terça-feira, 19, no Palácio do Setentrião. O ato marcou o início campanha de imunização no estado.

Na ocasião, Kátia representou os trabalhadores da saúde que atuam no enfrentamento da pandemia. Os profissionais da linha de frente fazem parte do grupo prioritário e totalizam 18.558, que devem imunizados na primeira fase da campanha, que atende o Plano Estadual de Vacinação – elaborado e apresentado em dezembro pelo governo.

Para a enfermeira, a vacinação é a esperança contra os dias difíceis que resultaram em milhares de mortes no Brasil. Ela atua no sistema público de saúde há 23 anos no Hospital de Emergência de Macapá, onde permanece trabalhandodesde o início no enfrentamento à Covid-19.

“Temos a certeza que a vacina chegou e nós vamos vencer o inimigo invisível. Mesmo diante desta esperança, nós precisamos manter o uso de máscaras, distanciamento social e também cuidar da nossa família”, disse, emocionada.

Além de Kátia, o líder indígena e também enfermeiro, Demétrio Tiryó, de 36 anos, da aldeia do Parque do Tumumaque, foi imunizado durante a cerimônia simbólica na sede do governo. A idosa Brasiliana Lacerda Trindade, 68 anos, foi vacinada no Abrigo São José, simultaneamente, como representante dos idosos que são do grupos de risco.

Antes das primeiras vacinas, o governador do Amapá, Waldez Góes, pediu um minuto de silêncio em homenagem aos mais de 1 mil mortos no Amapá, dado registrado na segunda-feira. O chefe do Executivo destacou o papel dos profissionais da saúde, da imprensa, da população e dos cientistas durante o enfrentamento da pandemia.

“Declaramos aberta a campanha de vacinação contra a covid-19 no Amapá. O importante agora é que temos a vacina e um Plano Estadual de Imunização. Uma vitória da ciência pela vida”, destacou.

Processo de distribuição

No domingo, 17, o governador viajou para Guarulhos (SP) para acompanhar o processo de distribuição das vacinas. O Ministério da Saúde disponibilizou 31 mil doses da Coronavac, do Instituto Butantan produzida em parceria com o laboratório chinês Sinovac.

Do total de doses do 1º lote, 15 mil serão prioridade para profissionais de saúde que atuam na linha de frente contra a covid-19, conforme o Plano Estadual de Imunização, e 16 mil que o Ministério da Saúde destinou à população indígena, conforme Plano Nacional de Imunização.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou no domingo o uso emergencial da CoronaVac. Depois que as vacinas forem entregues aos estados, os governos estaduais serão responsáveis por levar as doses até os municípios, em parceria com o Ministério da Defesa.

As 31 mil doses chegaram ao Amapá na madrugada desta terça-feira por meio de uma aeronave da Força Aérea Brasileira (FAB). As caixas térmicas com as vacinas foram transportadas com forte esquema de segurança, reforçada com agentes da Polícia Federal (PF) e da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Plano de vacinação

O Governo do Amapá elaborou e apresentou o plano estadual de vacinação contra Covid-19 em dezembro. A proposta é realizar a imunização em quatro etapas, conforme a disponibilização de doses para o Estado.

  • 1ª etapa – grupo prioritário: 18.558 profissionais da saúde
  • 2ª etapa – grupo prioritário: 69.168 pessoas a partir de 60 anos institucionalizados
  • 3ª etapa – Grupo prioritário: 21.721 pessoas com comorbidades
  • 4ª etapa – Grupo prioritário: trabalhadores da educação; trabalhadores das forças de segurança e salvamento; funcionários do sistema prisional e povos indígenas (29.382 no total)

•             Trabalhadores dos transportes coletivo (rodoviário, metroferroviário, aéreo e portuários); povos e comunidades tradicionais ribeirinha; população privada de liberdade e pessoas com deficiências permanente severa (32.544 no total)

GALERIA DE FOTOS

Créditos:

Maksuel Martins/Secom

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá