segunda, 18 de novembro de 2019 - 10:18h - 1100
Agrovila do Carnot recebe energia 24 horas após interligação ao Sistema Nacional
Manobras estão em fases de testes e trazem melhoria no serviço e fornecimento ininterrupto de energia à comunidade.
Por: Cassio Albuquerque
Foto: Phillippe Gomes/Secom
Comunidade era atendida com energia termoelétrica, mas agora passa receber energia do Sistema Nacional

O Governo do Estado, através da Companhia de Eletricidade do Amapá (CEA), realizou na quarta-feira, 13, os primeiros testes de interligação da rede de distribuição rural da agrovila do distrito do Carnot, localizada no município de Calçoene, ao Sistema Interligado Nacional (SIN). Com as obras, a população está sendo atendida com energia de qualidade 24 horas.

O fornecimento de energia no local era realizado através de geração térmica (que operava por meio do uso de combustível). De acordo com o diretor-presidente da CEA, Rodolfo Torres, esta mudança permite a prestação de um serviço estável.

“O modelo anterior não gerava uma energia de qualidade por conta das limitações deste tipo fornecimento. Com a interligação, o consumidor usufrui de um mesmo modelo de energia que é distribuída para a capital”, frisou o gestor.

A construção desta rede de distribuição rural é resultado do investimento feito pelo Governo do Estado, CEA e Ministério de Minas e Energia, através do Programa Luz Para Todos, que no município de Calçoene investe R$ 9 milhões.

A obra no Carnot interliga 355 unidades consumidoras do tipo monofásica, bifásica e trifásica na comunidade. A rede de distribuição é composta por 35.296 metros de cabos e 1.626 postes. A companhia também está atuando na construção da rede de distribuição do distrito do Lourenço, que deverá ser interligada ao SIN até dezembro.

O Programa

O Luz Para Todos é um programa do Governo Federal com contrapartida do Governo do Amapá. O planejamento prevê a instalação de 17.004 novas ligações, beneficiando 68 mil pessoas. Destas, 5.274 estão sob a responsabilidade da CEA nos municípios de Calçoene, Oiapoque, Mazagão e Vitória do Jari. As demais 11.730 Unidades estão sob responsabilidade da Eletronorte.

Para as 5.274 unidades que serão interligadas, o custo é de R$ 82 milhões, dos quais o Governo do Amapá garantiu a contrapartida financeira de R$ 8,2 milhões.

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá