terça, 18 de outubro de 2016 - 18:19h - 5133
Batalhão Ambiental desarticula dois garimpos ilegais em menos de 30 dias
Sítio particular utilizava autorização de tanques de piscicultura para "mascarar" os crimes
Por:
Foto: Foto: Batalhão Ambiental
Os danos ambientais causados pela atividade clandestina de mineração são muitos
O Batalhão Ambiental desativou um garimpo ilegal no município de Mazagão. A ação ocorreu durante a fiscalização ambiental realizada no último dia 15 de outubro.

O sítio particular tinha autorização para perfuração de tanques de piscicultura, o que acabou "mascarando" a atividade ilegal. No local foram constatados crimes ambientais como a abertura de valas e cavas para extração mineral, desvio do curso de um igarapé e desmatamento.

Na ação, quatro pessoas foram flagradas trabalhando na extração de ouro. Os policiais apreenderam motosserras, motobombas e outros equipamentos.

As ações de fiscalização ambiental tem ocorrido com frequência em todos os municípios, com objetivo de desarticular garimpos, venda ilegal de ouro extraído nesses locais, desmatamento e outros crimes ambientais. Em setembro, outro garimpo também foi desativado na Comunidade do Cachorrinho, próximo ao município de Tartaruglazinho.

Os danos ambientais causados pela atividade clandestina de mineração são muitos. Os mais recorrentes são desvio do curso de igarapé e rios, desmonte hidráulico (no caso de garimpagem mecânica), aterramento e contaminação do solo, ar e água através de metais pesados, principalmente o mercúrio. A paisagem de locais onde existem ou já existiram garimpo também é modificada. Vegetações são extintas e animais fogem ou morrem por causa da contaminação causada.

Os casos foram encaminhados à Polícia Federal, responsável pela investigação dos crimes.
GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá