terça, 18 de outubro de 2016 - 12:55h - 4712
Abertura da Semana Nacional de C&T atrai grande quantidade de estudantes do Ensino Básico
Semana de Ciência e Tecnologia incentiva pesquisa entre jovens alunos
Por: Diego Diniz
Foto: Darlhianne Luz

O início da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT) no Amapá foi marcado pela intensa participação dos alunos do Ensino Básico das escolas públicas e particulares, que conheceram de perto as novidades expostas nos stands da Universidade do Estado do Amapá (Ueap). No Teatro das Bacabeiras, a abertura oficial do evento teve a participação de secretários e gestores das instituições de ensino, na segunda-feira, 17.

O vice-reitor da Ueap, Breno Silva, lembrou sua trajetória como bolsista de Iniciação Científica da Fundação de Amparo à Pesquisa do Amapá (Fapeap) e destacou a importância do incentivo o mais cedo possível de estudantes na pesquisa científica. "Todos os meus colegas de iniciação hoje são mestres e doutores. A SNCT é a hora de mostrar a importância do investimento em bolsas para a formação do pessoal mais qualificado que se tem hoje no mercado", avaliou.

Eliane Superti, reitora da Universidade Federal do Amapá (Unifap), destacou o compromisso da ciência na erradicação da fome. "O ano de 2016 foi eleito pela ONU como o 'Ano Internacional das Leguminosas'. É preciso discutir nesse evento qual o impacto, qual o papel da Ciência e Tecnologia nessa questão", sugeriu Superti, a título de provocação para os debates que devem acontecer durante a SNCT.

No mesmo contexto de erradicação da pobreza e do incentivo ao desenvolvimento social, Dilnéia Tavares, pró-reitora de Pesquisa da Ueap e coordenadora do evento, disse que a SNCT é um evento que congrega diversas instituições educativas com outros órgãos e setores produtivos.

 

Exemplo

Após a cerimônia de abertura, o professor Lourival Mendes, da Universidade Federal de Lavras (UFLA) apresentou a conferência "Relacionando ensino, pesquisa, extensão e sustentabilidade", detalhando as decisões administrativas que levaram ao crescimento exponencial da UFLA nos últimos 10 anos, reconhecida pelo MEC hoje como a 3ª melhor universidade federal.

Segundo Mendes, projetos de estrutura sócio-ambientais contando com a participação dos estudantes, bem como a coleta seletiva do lixo, projetos de revegetação, arborização, ciclovia, gestão de resíduos e usina para armazenamento de energia solar transformaram a UFLA num modelo de gestão, chegando a receber em torno de 16 mil transeuntes por dia em suas dependências.

 

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá