sexta, 18 de setembro de 2020 - 15:15h - 1090
Setembro Amarelo: 'Vida Sim’ oferta atendimento psicológico 24 horas no Hospital de Emergência
Objetivo é prestar assistência à população que precisa de serviços psicológicos e de assistência social na unidade.
Por: Claudia Cavalcanti
Foto: Arte: John Barroso
O objetivo é prestar assistência 24 horas à população que precisar de serviços psicológicos.

Desde 2018 o Hospital de Emergência (HE), em Macapá, oferta serviços de atendimento psicológico para casos de urgência e emergência, como crises de ansiedade, depressão, abuso ou qualquer tipo de violência e traumas psicológicos, além de tentativas de suicídio.

Conhecido como projeto Vida Sim, o objetivo é prestar assistência 24 horas à população que precisar de serviços psicológicos e de assistência social na unidade.

Com a ampliação desse serviço, além da equipe multiprofissional realizar diagnósticos para os sintomas e dores físicas, as equipes também ficam atentas para as reações emocionais.

“Somos a porta de entrada do paciente na rede, quando o médico identifica algum caso em que haja a necessidade de passar pela psicologia, ele encaminha, mas o primeiro atendimento é sempre o clínico”, explica o psicólogo do HE, Sandoval Paes.

Ao fazer o acolhimento, a equipe identifica a necessidade de chamar autoridades competentes, caso haja constatação de algum tipo de violência física ou o encaminhamento para que o paciente seja inserido nas redes de serviço como os Centros de Apoio Psíquico Social (CAPS), onde poderão receber maior suporte para o tratamento de possíveis transtornos psicológicos

Em casos em que o paciente precisa de internação clínica, ele é estabilizado e encaminhado para o setor de psiquiatria do Hospital de Clínicas Alberto Lima (Hcal).

De janeiro a agosto desse ano foram atendidos quase 200 pacientes através do programa.

“A demanda aumentou, e precisávamos ter esse fluxo para que o paciente possa ter o encaminhamento para uma rede de apoio onde possa dar continuidade ao atendimento, afinal são doenças que atingem todas as faixas etárias e esses pacientes precisam saber que não estão sozinhos e que eles têm onde buscar atendimento”, reforçou Sandoval.

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá