domingo, 17 de dezembro de 2017 - 22:19h - 18195
Primeira chamada de habilitados do Programa Amapá Jovem é divulgada nesta segunda
Jovens selecionados devem procurar as unidades do programa para a apresentação de documentos.
Por: Da Redação

Nesta segunda-feira, 18, o Governo do Amapá inicia a chamada pública dos jovens habilitados no Programa Amapá Jovem. Os cadastrados passaram por um filtro criterioso realizado pelo sistema do Centro de Gestão da Tecnologia da Informação (Prodap), que considerou os critérios estabelecidos pela Lei Orgânica da Assistência Social (LOAS) para a seleção. Entre as exigências, a faixa etária de 15 a 29 anos, possuir renda familiar de até dois salários mínimos, não possuir vínculo empregatício, estar em situação de vulnerabilidade social e ser ativo no Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico).

Obedecendo à Lei da Assistência Social, os nomes dos habilitados não serão divulgados numa lista. Um cuidado para não expor jovens em vulnerabilidade social. A divulgação ocorre como no Exame Nacional do Ensino Médio, o Enem. O candidato consulta o site juventude.ap.gov.br, preenche os dados e verifica o status da inscrição que pode ser habilitado, cadastro em análise e incompatível.

Os selecionados na primeira chamada são os jovens em maior risco social, e por este motivo, tiveram prioridade na habilitação. Mas quem está dentro do perfil social pode ser chamado a qualquer momento porque o Amapá Jovem é continuo.

Comprovação de dados

Os habilitados vão ser direcionados aos polos de atendimento do Amapá Jovem em todo o Estado para a apresentação da documentação. As informações declaradas na inscrição feita pela internet precisam ser confirmadas para que o beneficiado seja incluído no programa.

Benefícios

Os beneficiados pelo Amapá Jovem vão participar de cursos profissionalizantes, oficinas de arte e cultura, aulas de cidadania e atividades esportivas. Cada participante receberá um auxílio de R$ 120, além de uniforme e passe livre escolar.

Incompatibilidade de dados

O sistema identificou 13 casos de pessoas que se cadastraram no Amapá Jovem com vínculo no funcionalismo público. Outros 300 candidatos utilizaram informações como número de CPF e o Cadastro Único de terceiros. Nestes casos, o jovem fica inabilitado para participar das novas chamadas para a inclusão no programa. Também foram detectados erros de informação como morar numa cidade e declarar outra, além de digitação errada de números de documentos. De acordo com o Prodap, a única forma de corrigir o problema é cancelando a inscrição e fazendo uma nova.

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá