terça, 17 de dezembro de 2019 - 17:55h - 1760
Consórcio da Amazônia firma parceria para captar recursos com projetos de sustentabilidade
Parceria com a Climate Bonds Initiative (CBI) busca certificação verde para ativos no Amapá e demais estado da Amazônia em favor da sustentabilidade.
Por: Da Redação
Foto: Arquivo
Consórcio Interestadual da Amazônia Legal firmou uma parceria internacional

O Consórcio Interestadual da Amazônia Legal firmou uma parceria internacional que pode render investimentos de recursos do mercado de títulos verdes para todos os estados membros do bloco regional.

A parceria foi construída durante a COP-25, Convenção Mundial sobre as Mudanças Climáticas da Organização das Nações Unidas (ONU), ocorrida recentemente em Madri, na Espanha. Na ocasião, o governador do Amapá, Waldez Góes, que é presidente do Consórcio da Amazônia Legal, assinou o Memorando de Entendimento com a Climate Bonds Initiative (CBI).

Esta organização internacional trabalha, através das certificações verdes, para mobilizar o mercado de títulos, hoje avaliado em US$ 100 trilhões, para soluções de mudanças climáticas.

A partir de agora, o consórcio e seus estados membros poderão trabalhar em conjunto com a CBI para estruturar um programa de projetos de green bonds para investimento em todo o território da Amazônia Legal.

Os green bonds são títulos emitidos para a captação de recursos para investimentos em projetos de sustentabilidade que visam reduzir os efeitos das mudanças climáticas.

Através das certificações, os estados membros do consórcio buscam concessão de ativos de infraestrutura, o que possibilitaria acesso a financiamentos no mercado de green bonds (títulos verdes).

“É uma alternativa para estimular e viabilizar projetos com impactos socioambientais positivos. Além de ampliar as alternativas de financiamento, a certificação ajudará no Amapá e outros estados a cumprir metas de redução de emissões previstas no Acordo de Paris e outras metas estipuladas pelo próprio Consórcio na Declaração da Pan-Amazônia, que foi entregue ao Papa Francisco, em outubro”, falou Waldez.

De acordo com a CBI, o Mercado de Títulos Verdes e Climáticos atinge US$ 694 bilhões globalmente e US$ 5,6 bilhões no Brasil.

Conforme o documento assinado pelo presidente do Consórcio da Amazônia, haverá troca de informações e experiências para revisão e priorização de ativos.

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá