segunda, 17 de fevereiro de 2020 - 18:47h - 1609
Estado forte, povo seguro: 76 anos da PM é comemorado com formação de 323 novos sargentos
Waldez Góes ressaltou que trata-se de uma política de valorização do servidor e que investimentos em segurança pública são prioridade.
Por: Andreza Teixeira
Foto: Márcio Pinheiro
O curso para sargento teve duração de seis meses e formou policiais que se submeteram ao concurso interno para a nova patente.

A Polícia Militar (PM/AP) celebra 76 anos de sua criação nesta segunda-feira, 17, com a formação de 301 sargentos do Quadro Combatente (CFS) e 22 sargentos do Quadro Especial (CEFS). A cerimônia é conduzida pelo governador Waldez Góes. Ele citou que trata-se de uma política de valorização do servidor e reforçou que a segurança pública é uma prioridade para o governo amapaense.

"Nós trabalhamos para tornar a Polícia Militar ainda mais preparada para atender ao cidadão e a formação continuada faz parte desse projeto. Além disso, temos um plano de investimento de R$ 180 milhões em infraestrutura, tecnologia, viaturas e equipamentos para o setor", disse Waldez.

O governador do Amapá acrescentou ainda que, na sexta-feira dia 14, o Amapá teve a segurança pública reforçada com a formatura de 281 novos policiais militares.

"Esse momento é muito gratificante, porque sabemos que a população precisa de policiais mais capacitados e esse preparo nós recebemos neste curso de formação. Ao mesmo tempo, o sentimento é de maior responsabilidade", ponderou a policial Kemia dos Santos Silva, de 37 anos, que tornou-se sargento.

O comandante da PM-AP, coronel Paulo Matias, reforçou que, entre os novos sargentos e soldados, a instituição formou 600 policias nos últimos dias.

"Temos o compromisso em proteger a sociedade mesmo colocando em risco a própria vida", disse o coronel. Ele fez um pequeno histórico da PM-AP, que surgiu em 1944 através de um decreto da Presidência da República.

O curso para sargento teve duração de seis meses e formou policiais que se submeteram ao concurso interno para a nova patente. Eles receberam diversas instruções para aprender a comandar frações de tropa, viatura e outras atribuições que fazem parte da função. Dos 301 alunos do CFS, 60% é formado pelos primeiros colocados do concurso interno e 40% pelos cabos mais antigos da instituição.

Ainda em fevereiro, o Estado irá empossar 100 novos delegados, agentes e oficiais para a Polícia Civil.

"A decisão de implementar o plano de investimentos é política e foi tomada ainda em 2015. Hoje a segurança pública está mais integrada para dar melhores respostas à população. E já estamos começando a ver resultados, em 2019 tivemos redução nas mortes violentas e mais apreensão de drogas e armas irregulares, também recuperou-se mais bens que em 2018", complementou Góes.

GALERIA DE FOTOS

Créditos:

Márcio Pinheiro

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá