domingo, 16 de dezembro de 2018 - 14:33h - 303
Fecomércio/AP reconhece empenho do governo do Estado para fortalecer a economia amapaense
Entidade homenageou o governador do Amapá pelos esforços para incentivar o desenvolvimento do comércio local.
Por: Andreza Teixeira
Foto: Márcio Pinheiro / Secom
Governador Waldez Góes foi um dos homenageados durante a celebração da posse dos membros da Fecomércio/AP

Por incentivar o desenvolvimento do comércio local, o governador do Amapá, Waldez Góes, foi um dos homenageados durante a celebração de posse dos membros da Diretoria e do Conselho Fiscal da Federação de Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Amapá (Fecomércio/AP) para o mandato 2018-2022. O evento aconteceu neste sábado, 15, em Macapá.

O Sistema Fecomércio é formado por 12 sindicatos patronais e atua para assegurar às empresas do setor terciário as melhores condições para gerar resultados positivos e desenvolver a sociedade. O presidente da entidade, Eliezir Viterbino, e os membros da Direção e do Conselho Fiscal foram eleitos em março e empossados em abril deste ano. Por sua atuação na economia amapaense, Viterbino foi diretor-presidente da Agência de Desenvolvimento Econômico do Amapá (Agência Amapá) durante a atual gestão. O vice-governador eleito, Jaime Nunes, que também é vice-presidente da Fecomércio/AP, esteve presente na celebração.

Durante o evento, Viterbino reconheceu o apoio do governo do Estado e destacou parcerias já desenvolvidas pela entidade com apoio do Poder Executivo, como a campanha 'Compre e Ganhe Amapá', realizada entre agosto e novembro de 2017, para fomentar as vendas e fortalecer o comércio amapaense.

Em seu discurso, o presidente da Fecomércio reconheceu ações do governo estadual que beneficiaram o setor produtivo. "O Governo do Amapá mantém uma postura aberta ao diálogo e de incentivo ao desenvolvimento do comércio. Realmente, é o nosso parceiro mais importante e, como fruto dessa relação, tivemos grandes conquistas", frisou Viterbino.

Entre as iniciativas, o presidente da Fecomércio citou a aprovação de duas campanhas do Programa de Recuperação Fiscal (Refis); a redução da alíquota do trigo para 7%; a isenção do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) para 23 itens da cesta básica amapaense; a Zona Franca Verde; e a criação da Câmara Setorial de Produção de Alimentos e o Selo Amapá.

Em seu discurso, Waldez Góes destacou que o setor produtivo tem grande importância por impulsionar o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB); a arrecadação de impostos; geração de emprego e renda e, dessa forma, incentivar o desenvolvimento socioeconômico local.

"O Governo do Amapá vê a iniciativa privada como uma de suas maiores aliadas. Precisamos de ainda mais avanços em áreas como a saúde e a educação e, para tanto, precisamos de recursos financeiros que vêm da geração de emprego e renda também proporcionada pela iniciativa privada", explicou Góes.

Mais avanços

O governador frisou que um dos compromissos da gestão é ampliar e fortalecer o diálogo já existente entre o poder público e setor privado. Ele anunciou que na próxima edição do Encontro dos Governadores, previsto para 2019, serão abordadas alternativas para a retomada do desenvolvimento.

Waldez Góes também citou avanços do Estado em relação ao desenvolvimento socioeconômico. Lembrou que, durante o II Fórum dos Governadores Eleitos, ajustou os detalhes para a assinatura de um convênio com o Exército Brasileiro (EB) que será contratado para assumir os trabalhos de regularização fundiária do Amapá a partir de janeiro de 2019. Trata- se de um importante marco regulatório para o desenvolvimento social e econômico do Estado, evitando conflitos agrários com a sobreposição de terras.

Waldez também ressaltou que o Fundo Constitucional Norte (FNO) disponibilizará R$ 450 milhões para investimentos em atividades produtivas no Amapá ao longo de 2019. A garantia foi dada pelo presidente do Banco da Amazônia, Valdecir Tose, uma vez que Góes reforçou o quanto o Estado do Amapá está organizado e preparado para os investimentos.

"Isso demonstra a confiança no Estado do Amapá, em nossos empreendedores e nas medidas que estamos adotando. Elas sinalizam uma perspectiva futura infinitamente melhor do que temos vivido", registrou Góes.

Homenagens

No evento, também foram homenageados o procurador-geral do Estado do Amapá, Narson Galeno (no evento representado pelo procurador Diego Bonilla), e a diretora-presidente da Agência Amapá, Tânia Miranda - representada pela secretaria adjunta de Fazenda, Neiva Nunes.

GALERIA DE FOTOS

Créditos:

Márcio Pinheiro / Secom

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá