segunda, 16 de setembro de 2019 - 16:00h - 1132
Com apoio da Seafro, Oiapoque trabalha na criação da secretaria de igualdade racial
Minuta do projeto que cria a pasta foi discutida e apresentada à equipe da Secretaria Extraordinária de Políticas para Afrodescendentes (Seafro).
Por: Gabriel Penha
Foto: Gabriel Penha/Seafro
Secretário da Seafro, Aluizo de Carvalho, recebe a minuta do projeto de representantes da Prefeitura de Oiapoque

O município de Oiapoque, distante 590 quilômetros de Macapá, deverá ganhar a Secretaria Municipal de Igualdade Racial. A minuta do projeto que cria a pasta foi discutida e apresentada à equipe da Secretaria Extraordinária de Políticas para Afrodescendentes (Seafro), do Governo do Amapá, na sexta-feira, 13.

A reunião foi conduzida pela secretária de Administração da Prefeitura de Oiapoque, Valdirene do Carmo, e pelo secretário da Seafro, Aluizo de Carvalho. Também participaram outros representantes do Município e técnicos da extraordinária estadual.

O representante do Estado ressaltou a importância da criação do órgão pela administração municipal, uma vez que o Amapá aderiu este ano ao Sistema Nacional de Igualdade Racial (Sinapir). Assim, reiterou Aluizo, os municípios que possuírem órgãos de promoção da igualdade racial terão mais chances de captar recursos federais, através de editas específicos ou emendas parlamentares.

“Desde a adesão do Amapá ao sistema, em maio passado, passamos a ter um novo patamar, no que diz respeito ao acesso e apoio, inclusive, financeiro, das políticas, ações afirmativas e projetos”, falou o secretário.

A Seafro presta apoio aos municípios que ainda não têm órgãos de igualdade racial, como coordenadorias ou secretarias. Em junho passado, o município de Calçoene iniciou a criação de sua coordenadoria. A criação se efetiva após a aprovação pelas Câmaras de Vereadores.

Parceria com a Guiana Francesa

A equipe da Seafro também esteve na cidade de Saint-George de l’Oiapock, já na parte do território da Guiana Francesa – Departamento Ultramarino da França, que faz fronteira com o Brasil através de Oiapoque.  Com o vice-prefeito Canan Eddy e o dirigente cultural Abrahan Gleny, foram discutidas parcerias com o lado franco-guianense da fronteira.

A primeira iniciativa deverá ser o convite para a vinda de grupos culturais de Saint-Georges para Macapá, para o Encontro dos Tambores e para a programação do Mês da Consciência Negra, em novembro. Também foi iniciada a formatação de um evento binacional em Oiapoque, no mesmo mês.

“Essa cooperação cultural é boa para ambos os lados. A proximidade geográfica e a cultura unem os dois povos”, resumiu Canan Eddy.

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá