quarta, 16 de maio de 2018 - 17:52h - 265
Governo reforça ações de vigilância em saúde em Laranjal do Jari
Superintendência de Vigilância em Saúde (SVS) enviou servidores, hipoclorito de sódio e doses de vacinas para o município.
Por: Júlio Miragaia
Foto: Nathan Zahlouth
Equipes da SVS contarão com auxílio de um caminhão baú para ajudar no transporte de materiais em Laranjal do Jari

Na tarde desta quarta-feira, 16, o Governo do Amapá enviou equipes da Superintendência de Vigilância em Saúde (SVS) ao município de Laranjal do Jari, no Sul do Estado. O objetivo é reforçar as ações de prevenção em saúde após a nova cheia que ocorreu na cidade.

Foram enviados 8.500 frascos de hipoclorito de sódio, para o tratamento da água, e 400 doses de vacinas, além de um caminhão baú e três picapes para o transporte do material e dos profissionais.

De acordo com o superintendente da SVS, Dorinaldo Malafaia, a ação garantirá o controle, combate e diminuição dos casos das doenças já registradas, e evitará com que novos tipos de enfermidades surjam nos bairros afetados.

“A superintendência terá duas linhas de atuação. Uma é a preocupação com a água. Outra questão é o controle de vetores, como o Aedes aegypti, transmissor de doenças como dengue, chikungunya e zika. Para a prevenção de doenças transmitidas pela água, faremos uma ação de educação em saúde e distribuição de hipoclorito. Para as questões vetoriais, deslocaremos a equipe do núcleo de vetores da superintendência com os equipamentos de borrifação, que serão usados, se necessário”, explicou o superintendente.

A equipe de imunização reforçará a quantidade de vacinas já distribuídas para o município, principalmente para prevenção de gripes e de doenças como hepatite, febre amarela, dentre outras. A SVS atuará também com um caminhão baú e apoio logístico no transporte dos desabrigados junto às equipes da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil (Cedec) e Super Fácil.

Situação

De acordo com informações da Cedec, 24 famílias estavam desabrigadas e 92 desalojadas, totalizando 414 pessoas afetadas. Nesta quarta-feira, 16, o nível do Rio Jari chegou a 2,76m. Foram registrados 827 casos de doenças diarreicas agudas, 7 casos de doenças por animais peçonhentos, 5 de pneumonia e 3 de hepatite.

GALERIA DE FOTOS

Créditos:

Nathan Zahlouth/SVS

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá