segunda, 14 de setembro de 2020 - 10:27h - 842
Procon multa distribuidora de cimento por não justificar aumento de preço
A empresa não cumpriu prazo de justificativa e foi multada em R$ 74,4 mil. De julho até agora o Procon já notificou 39 lojas de materiais de construção.
Por: Lourenna Carvalho
Foto: foto ilustrativa
A empresa faz parte da cadeia de distribuição do produto que chega ao consumidor

O Instituto de Defesa do Consumidor do Amapá (Procon/AP) multou uma distribuidora de cimento localizada no Distrito Industrial, por não apresentar justificativa para o aumento do preço do produto no prazo determinado. A multa aplicada foi de R$ 74,4 mil.

Embora a empresa não forneça cimento diretamente ao consumidor final, ela faz parte da cadeia de distribuição dos produtos que chegam diretamente ao mercado.

A ação de fiscalização do Procon iniciou em julho quando recebeu denúncias de consumidores quanto ao aumento nos preços do cimento e tijolo. Até agora o órgão notificou 39 lojas de materiais de construção e olarias a apresentarem notas fiscais de compra e venda no prazo determinado para justificarem o aumento.

A empresa que foi multada será notificada para conhecimento da multa e terá o prazo de 10 (dez) dias úteis para recorrer administrativamente.

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá