quarta, 13 de março de 2019 - 15:55h - 1073
Amapá é condecorado pelo Exército e receberá reforço para atuação na fronteira
Medalhão foi entregue ao governador em exercício, Jaime Nunes, pela parceria do Estado na atuação da 22ª Brigada de Infantaria de Selva, em Macapá
Por: Eloisy Santos
Foto: Marcelo Loureiro/Secom
O comandante da 22ª Brigada Foz do Amazonas, general Luiz Viana Filho, foi quem entregou a medalha ao governador em exercício

Nesta quarta-feira, 13, o governador em exercício, Jaime Nunes, foi condecorado com o medalhão de reconhecimento aos agentes públicos que contribuem com o trabalho da 22ª Brigada de Infantaria de Selva – Foz do Amazonas, instalada há um ano e quatro meses, em Macapá. A solenidade também marcou a primeira visita do chefe do Estado-Maior do Exército Brasileiro, general Paulo Humberto Oliveira às instalações da brigada. O general disse que a visita serviu também para que, de Brasília (DF), possa vir maior apoio para os trabalhos do Exército no Amapá e na área de fronteira.

O governador em exercício exaltou a atuação do Exército Brasileiro no Amapá, e elencou os projetos executados em parceria com o Executivo estadual, em benefício da sociedade. “O Exército é uma instituição com muita credibilidade, que desperta o respeito e o civismo em todas as suas ações. No Amapá, exerce um trabalho importantíssimo de fronteira e, atualmente, utilizamos de sua expertise para o georreferenciamento das terras do nosso estado, para o processo de regularização fundiária, além de tantas outras parcerias”, exemplificou Jaime Nunes.

O comandante da 22ª Brigada Foz do Amazonas, general Luiz Viana Filho, foi quem entregou ao governador em exercício, a medalha que reconhece a relação de respeito e de colaboração entre as instituições. “Na ocasião em que o chefe maior do Exército vem para prestigiar a nossa atuação e reforçar a necessidade de integração com a sociedade e o poder público, aproveitamos para homenagear e agradecer aqueles que colaboram com o nosso trabalho e que, assim como nós, prezam pela ordem e pelo bem-estar social”, ressaltou Viana Filho, acrescentando que o Exército atua criando condições para que o Estado Brasileiro possa trabalhar. “Essa é a nossa filosofia”, afirmou.

Pela primeira vez conhecendo de perto as instalações e o trabalho executado pela Brigada Foz do Amazonas, o chefe do Estado-Maior do Exército, general Paulo Humberto Oliveira, reforçou a ideia e discursou, em tom de satisfação, pelo cenário harmônico e colaborativo que presenciou no Amapá. “Constato hoje que a integração com a sociedade e com os entes públicos está sendo exercida e, isso me deixa satisfeito porque é um dos objetivos da implantação da nossa ‘brigada caçula’, mas que tem representatividade e importância estratégica, enormes”, ressaltou o general Paulo Humberto, que assumiu a Chefia do Estado-Maior do Exército em 2018.

A solenidade ainda reuniu demais autoridades do Exército, além de representantes dos Poderes Legislativo e Judiciário.

Brigada Foz do Amazonas

A Brigada Foz do Amazonas está situada na zona oeste de Macapá, área do Comando de Fronteira do Exército no Amapá. Sua área de atuação é de cerca de 1.900 quilômetros de fronteira entre a Guiana Francesa e o Suriname, além de uma vasta extensão de litoral que tem como ponto estratégico a foz do Rio Amazonas.

A unidade é subordinada ao Comando Militar do Norte (CMN), no Pará, e gerencia as ações do 34º Batalhão de Infantaria de Selva no Amapá (34º BIS); do 2º BIS em Belém do Pará e do 24º Batalhão de Infantaria Leve (BIL) em São Luís do Maranhão. Ao todo, são 3 mil militares atuando nessas regiões.

GALERIA DE FOTOS

Créditos:

Marcelo Loureiro/Secom

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá