sábado, 12 de maio de 2018 - 13:53h - 1568
Ipem fiscaliza mercado municipal de Santana e orienta feirantes sobre uso de balanças
Ação apreendeu quatro equipamentos importados, de uso proibido. Os fiscais notificaram oito empreendedores irregulares
Por: Iracilda Tavares
Foto: José Baía / Secom
Fiscais aferem equipamento no mercado de Santana

Fiscais do Instituto de Pesos e Medidas (Ipem) flagraram, mais uma vez, o uso proibido de equipamentos importados para medir peso de produtos agropecuários. Desta vez, a inspeção ocorreu na feira do Mercado Municipal de Santana. A fiscalização, que ocorreu neste sábado, teve o apoio do 4ª Batalhão da Polícia Militar (PM) e Batalhão Ambiental de Prefeitura do município.

Quem utilizava balanças importadas teve o material apreendido. Já os feirantes que apresentaram outras irregularidades foram notificados e fazer a correção necessária os equipamentos.  

O gerente do Núcleo de Verificação Metrológica do Ipem, Donizete Furlan, ressalta que o objetivo da fiscalização é proteger o consumidor, pois uma balança imprecisa pode subtrair quantidades do produto do cliente. Ele reforça que as inspeções acontecem de acordo com o cronograma do Instituto.

“A fiscalização é para regularizar balanças que possuem aprovação de modelo pelo Inmetro [Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia], aferidas seladas pelo órgão, além de retirar do mercado as balanças que não possuem portaria de aprovação e de uso proibido para o comércio”, destacou o gerente.

Seguindo ele, quando encontram um instrumento em condições irregulares, os fiscais lacram o equipamento com uma etiqueta vermelha, o que indica a interdição do aparelho. “Feito isso, recomendamos ao proprietário que encaminhe o instrumento para uma oficina credenciada pelo Ipem, para que sejam feitos os reparos, e, em seguida, seja colocado ao uso novamente”, explicou Furlan.

O Ipem recomenda aos proprietários de estabelecimentos comerciais o uso de balanças nacionais, com portaria de aprovação, plano de selagem e verificação inicial feita pelo Inmetro.

Foi caso, do comerciante Adrian Cesar Cantuária, de 30 anos, que há 16 anos trabalha no mercado com a venda de corne suína e camarão. Ele afirmou que a fiscalização é importante para que os consumidores não se sintam lesados.

“Havendo essa fiscalização, melhora a confiança entre o vendedor e o cliente. A ação é aplausível e deveria acontecer mais vezes”, enfatizou o feirante.

GALERIA DE FOTOS

Créditos:

Fotos: José Baía / Secom

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá