quarta, 11 de dezembro de 2019 - 21:33h - 5470
COP 25: Waldez entrega declaração à União com compromissos para a Amazônia
Com a promessa de investimentos de US$ 100 bilhões/ano na política ambiental da Amazônia, a União compactua com os compromissos do Brasil.
Por: Henrique Borges
Foto: Gilberto Ubaiara
Declaração foi entregue nesta quarta-feira, 11

Para firmar a compactuação do Governo Federal com os compromissos do Brasil assumidos com a comunidade internacional, nesta quarta-feira, 11, o presidente do Consórcio Interestadual da Amazônia Legal, governador do Amapá, Waldez Góes, entregou uma declaração conjunta de governadores, deputados e senadores da Amazônia para o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles. O documento foi entregue no escritório de representação do país na Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP 25), em Madri, na Espanha.

O Acordo de Paris, negociado durante a COP21 e aprovado em 12 de dezembro de 2015, determina medidas de redução de emissão de gases estufa para conter o aquecimento global a partir de 2020. O presidente do consórcio, governador Waldez Góes, explica que está sendo feito o alinhamento entre todos os responsáveis pela Amazônia, em relação aos compromissos.

“Com o Acordo de Paris, temos uma promessa de US$ 100 bilhões ao ano a serem investidos na política ambiental em toda a Amazônia. Assim, reivindicamos junto aos demais estados e países uma agenda que possa fazer valer esse compromisso com as metas climáticas, destacando a valorização dos povos indígenas e a bioeconomia”, afirmou.

O documento foi elaborado durante a participação do Congresso Nacional no evento, na última semana, em conjunto os governadores membros do Consórcio Interestadual de Desenvolvimento Sustentável da Amazônia Legal, deputados e senadores.

O ministro Ricardo Salles ressaltou que o Brasil é merecedor por todos os serviços ambientais prestados para a preservação da Amazônia. “A declaração conjunta entre Consórcio e Congresso Nacional mostra o alinhamento total perante nossa posição aqui na COP 25, de receber recursos de maneira merecida por todos os serviços ambientais e a preservação que o Brasil faz, além do potencial de recebimento de crédito de carbono”, disse Salles.

O texto solicita a estruturação do artigo 6º do Acordo de Paris, que prevê a regulamentação de como os países e empresas podem reduzir as emissões dos gases do efeito estufa e as compensações por serviços ambientais. Os compromissos do Brasil remetem ao desmatamento ilegal a zero, defesa dos povos indígenas e das populações tradicionais, valorização do patrimônio ambiental, inclusão socioeconômica e respeito à cultura, buscando parceria com a comunidade internacional e ações concretas de financiamento.

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá