segunda, 11 de março de 2019 - 10:36h - 216
Equipes escolares participam de formação para atuarem em Escolas do Novo Saber
Gestores, gestores adjuntos, secretários escolares, coordenadores pedagógicos e professores serão orientados sobre ensino em tempo integral até sexta-feira, 15.
Por: Paula Monteiro
Foto: Erich Macias/Seed
Treinamento ocorre no Centro de Valorização da Educação, em Macapá

Cerca de 50 profissionais da educação, que compõem as equipes escolares das novas Escolas do Novo Saber da rede estadual, vão participar do curso de formação para conhecerem a metodologia de ensino em tempo integral. O treinamento ocorrerá de 11 a 15 de março, no Centro de Valorização da Educação (Cveduc), em Macapá, com a orientação de consultores do Instituto de Corresponsabilidade pela Educação (ICE), parceiros do projeto no Amapá.

Gestores, gestores adjuntos, secretários escolares, coordenadores pedagógicos, além de professores conhecerão a metodologia do ensino em tempo integral e estratégias de aprendizagem, participando de oficinas sobre Plano de Ação, elaboração de metas, horário e dinâmica de funcionamento das escolas, entre outras orientações. O momento também servirá para que os educadores tirem suas dúvidas sobre o modelo de ensino.

Neste ano, a rede estadual terá mais quatro Escolas do Novo Saber, são elas: Jesus de Nazaré, Professor Lucimar Amoras Del Castillo e Maria Carmelita do Carmo, em Macapá, e Escola Elias Trajano, no município de Porto Grande. Juntas, as unidades vão atender 420 estudantes, com três turmas cada, em tempo integral. Nessas escolas, as aulas estão previstas para se iniciarem no dia 20 de março.

As escolas começam a ofertar a modalidade apenas na 1ª série do ensino médio e, gradativamente, vão expandido para a 2ª e 3ª séries. Com a expansão, o Amapá passa a ter 12 Escolas do Novo Saber, com atendimento de cerca de 4 mil estudantes.

O novo gestor da Escola do Novo Saber Tiradentes, Alexandre Bacelar, é um dos participantes da formação. Ele atua na educação há 19 anos e acredita que o modelo de ensino em tempo integral reforça a aprendizagem dos estudantes, além de orientá-los para o futuro por meio do Projeto de Vida.

“Eu aposto no ensino integral, porque ele oferece mais aulas práticas aos estudantes, reforçando os estudos em laboratórios. Sem contar, que o professor acompanha e instrui o aluno com o Projeto de Vida”, declarou o gestor escolar.

GALERIA DE FOTOS

Créditos:

Erich Macias/Seed

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá