segunda, 11 de fevereiro de 2019 - 12:29h - 219
Polícia Civil indicia acusado de lesar mais de 20 vítimas de estelionato
Segundo investigações da 6ª Delegacia de Macapá, acusado de 40 anos aguardava as vítimas no saguão dos caixas eletrônicos para aplicar os golpes.
Por: Da Redação .Colaboradores: Hilda Gualberto e Rodrigo Kleinlein
Foto: Polícia Civil
Kisley foi identificado através de análise do circuito de imagens de estabelecimentos bancários e, por meio de reconhecimento facial

A Polícia Civil do Amapá indiciou nesta segunda-feira, 11, Kisley da Silva Abreu, 40 anos, acusado de vários crimes de estelionato na capital do Estado. A responsável pelas investigações e indiciamento é a 6ª Delegacia de Macapá. Mais de 20 inquéritos foram instaurados e mais de 20 vítimas compareceram à delegacia para reconhecimento do acusado. Uma pessoa que o ajudava nos crimes também foi identificada.

De acordo com o delegado Leandro Vieira Leite, responsável pelas investigações, Kisley foi identificado através de análise do circuito de imagens dos estabelecimentos bancários e, por meio de investigação focada no reconhecimento facial. “Ele foi flagrado, desviando para si, os valores que deveriam ser depositados nas contas das vítimas e, realizando operações bancárias não autorizadas de transferência de numerário, sem o consentimento dessas pessoas”, esclareceu o delegado.

Ainda segundo as investigações, o indiciado aguardava as vítimas no saguão dos caixas eletrônicos das agências bancárias e, abordava pessoas idosas e as que possuíssem dificuldades em manusear os terminais bancários.

“Dessa forma, Kisley oferecia ajuda a essas pessoas e, através de estratagemas ágeis, desfocava a atenção das vítimas e trocava os envelopes que deveriam ser inseridos nas máquinas ou, realizava transferências bancárias para a conta de terceiros, sem que a vítima percebesse o furto ou o desvio”, detalhou o delegado Leandro Leite. Ele acrescentou que a pessoa só percebia o golpe alguns dias depois de verificar seu extrato bancário.

A Polícia Civil representou pela prisão preventiva do acusado e o pedido foi acolhido pelo juiz da 2ª Vara Criminal da Comarca de Macapá, Dr. Ailton Marcelo Mota Vidal. O acusado já está preso no Instituto de Administração Penitenciária do Amapá (Iapen), aguardando julgamento.

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá