segunda, 11 de fevereiro de 2019 - 15:33h - 145
Balanço da Operação Lei Seca aponta 1,5 mil autuações por crimes de trânsito
Dirigir sob efeito de bebida alcoólica e sem habilitação lideraram as ocorrências registradas durante as operações em 2018.
Por: Ailton Leite
Foto: Detran/AP
Ações serão intensificadas em 2019 em conjunto entre a Coordenação da Operação Lei Seca e o Núcleo de Educação de Trânsito do Detran/AP

O Departamento Estadual de Trânsito do Amapá (Detran/AP) autuou 1.533 pessoas por diversas infrações de trânsito nas 97 operações deflagradas em 2018, em Macapá. Os dados foram divulgados nesta segunda-feira, 11, pela Coordenação da Operação Lei Seca, responsável pelas fiscalizações.

No total, 5.159 condutores foram abordados, sendo que 4.914 motoristas foram submetidos ao teste do etilômetro (popularmente conhecido como teste do bafômetro), das quais 110 foram encaminhadas à delegacia de polícia por embriaguez ao volante e, 464 foram autuados para responder, administrativamente. Ou seja, tiveram que ser detidos por apresentarem alto teor de álcool no sangue estando, portanto, sem condições de conduzir o veículo.

Outros 280 condutores se recusaram a fazer o teste do etilômetro. Com isso, eles foram enquadrados nas sanções descritas num dos artigos do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), que prevê perda de pontos na carteira, multa e suspensão no direito de dirigir por até 12 meses. “O condutor é convidado a fazer o teste, porém, não é obrigado. Caso se recuse, ele fica enquadrado nas sanções do artigo 165-A do CTB”, reafirma o coordenador da Operação Lei Seca, Rondinele Marques.

O coordenador ressaltou que, houve uma redução de 21% no número de motoristas flagrados dirigindo sob o efeito de álcool. Ele alertou que a penalidade para esse tipo de infração, é perda de 7 pontos na carteira, multa de R$ 2.934,70 e suspensão do direito de dirigir por 12 meses. Em caso de reincidência, o valor da multa dobra e o motorista tem o direito de dirigir cassado. O mesmo vale para quem dirige sob efeito de qualquer outra substância psicoativa que caracterize dependência.

O número de pessoas autuadas por dirigir sem Carteira Nacional de Habilitação (CNH), foi 214. As outras infrações foram por direção perigosa, cumprimento de mandado judicial, desacato à autoridade, entre outras.

Ações de 2019

O calendário de operações da Lei Seca de 2019 inicia com o período carnavalesco, nos próximos dias. Haverá ações educativas de conscientização aos condutores e, também, repressivas.

O diretor-presidente do Detran/AP, Inácio Maciel, anunciou que as ações no período carnavalesco devem contar, ainda, com o trabalho do Núcleo de Educação de Trânsito do órgão. “Nos próximos dias vamos reunir com os envolvidos neste processo para traçar as estratégias a serem implementadas neste trabalho que visa educar e prevenir as infrações de trânsito”, adiantou.

GALERIA DE FOTOS

Créditos:

Maksuel Martins/Secom

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá