sábado, 11 de janeiro de 2020 - 17:50h - 3641
Aos 77 anos, peruano conclui ensino médio no Amapá: ‘sonho não tem idade’
Nestor del Águila participou da formatura da escola de gestão compartilhada militar Risalva Freitas do Amaral, neste sábado, 11, em Macapá.
Por: Wellington Costa
Foto: Wellington Costa/Seed
Foi quando chegou ao Amapá, Nestor iniciou os estudos na rede estadual de ensino

Esbanjando disposição, Nestor del Águila, 77 anos, celebrou neste sábado, 11, a formatura do ensino médio pela Escola Estadual Professora Risalva Freitas do Amaral. A cerimônia aconteceu no fim da tarde deste sábado, 11, em Macapá.

Nestor é natural de Tarapoto, cidade do norte oriente do Peru, capital da Província de San Martín. Chegou ao Brasil em 1982 e, em 2004, desembarcou no Amapá. Foi aqui que ele começou os estudos – ensino fundamental e, depois, o médio.

“Agora, vou em busca da formação em música, outro objetivo antigo que tenho. Sonho não tem idade para gente realizar”, destacou, animado.

Risalva do Amaral é de gestão compartilhada entre a Secretaria de Estado da Educação (Seed) e o Corpo de Bombeiros Militar (CBM). Formando pela Educação de Jovens e Adultos (EJA), o peruano relata que as metas de vida continuam.

“Os caminhos da vida me fizeram adiar os estudos. Hoje que me formei, quero continuar na Risalva como voluntário, incentivando outras pessoas como eu, a não desistirem dos estudos”, completou.

Formatura

São 50 estudantes formandos pela escola Risalva. Neste ano, a instituição atendeu a 330 alunos no ensino médio, 445 no ensino fundamental e 65 na Educação de Jovens e Adultos (EJA), totalizando 840 estudantes em 2019.

Durante a cerimônia, estudantes e professores da escola receberam homenagens. Os alunos Maísa Lima e Lean dos Santos foram destaques por notas e comportamento, por isso levaram para casa certificados de Honra ao Mérito Intelectual.

A secretária de Educação, Goreth Sousa, destaca a variedade da oferta de modelos de ensino, do Governo do Amapá, entre elas: gestão compartilhada militar, ensino de tempo integral, de tempo parcial e escola profissionalizantes.  

“É um leque de opções para que os pais matriculem seus filhos de acordo com a vocação que almejam”, reforçou Goreth.

GALERIA DE FOTOS

Créditos:

Wellinton Costa/Seed

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá