sexta, 10 de setembro de 2021 - 10:55h - 8962
Governo do Amapá confirma 3 casos da variante Delta; pacientes estão vacinados e não tiveram agravamento
Informação foi confirmada pela Fiocruz, através de sequenciamento genético. SVS já iniciou o rastreio das pessoas que tiveram contato com os três pacientes.
Por: Nathanael Zahlouth .Colaboradores: Marco Antônio P. Costa
Foto: Ascom/SVS
Variante Delta foi detectada, após investigação laboratorial realizada na Fundação Oswaldo Cruz.

O Governo do Amapá confirmou, nesta sexta-feira, 10, três casos da chamada variante Delta da covid-19 no Estado, mais especificamente na capital, Macapá. A informação foi passada pelo Instituto Oswaldo Cruz (Fiocruz-RJ), que fez o sequenciamento genético das amostras e confirmou os casos da linhagem da variante Delta - B.1.617.2/AY.* (21A/452R.V3).

Os três pacientes já estavam vacinados contra a Covid-19 e nenhum deles apresentou agravamento do quadro, um deles inclusive já está curado da doença. Os outros dois estão com quadro estável, ambos em isolamento familiar, sem necessidade de internação.

O paciente de 27 anos é do sexo masculino e teve o atendimento realizado em uma unidade de saúde no dia 5 de agosto. Este paciente tomou a primeira dose do imunizante da Pfizer.

O paciente de 39 anos é também é do sexo masculino e foi atendido no dia 5 de agosto. Ele tomou as duas doses de vacina, no caso, Astrazeneca.

O terceiro caso é de uma mulher de 63 anos, que foi atendida no dia 3 de agosto. Ela tomou a primeira dose da Astrazeneca.

Para o superintendente de Vigilância em Saúde do Amapá, Dorinaldo Malafaia, o estado de saúde nos três casos não agravou em razão deles já terem iniciado seus ciclos vacinais contra o coronavírus.

“O histórico de vacinação contra a Covid-19 tem mostrado que os imunizantes usados no Brasil têm sido eficazes contra todas as variantes até aqui detectadas, e, também, foi assim nesses casos do Amapá . Por isto, é importante as pessoas iniciarem e terminarem seus ciclos vacinais”, avaliou o superintendente.

Ele também descartou que o contágio dos três pacientes tenha relação com os navios estrangeiros fundeados no Rio Amazonas.

Medidas

A SVS comunicou o Ministério da Saúde (MS) da confirmação. Além disso, a investigação epidemiológica, ou seja, o rastreio com as pessoas que tiveram contato com estes pacientes será realizado, através de telemonitoramento, realização de exames e acompanhamento clínico, caso seja necessário.

Casos

Mesmo com a presença da variante não há aumento do registro de casos da covid-19 no Estado, o último relatório epidemiológico, apresentado dia 4 de setembro, registrou queda de 61,8% na média móvel a cada 7 dias, o registro de óbitos registrou queda de 88,89%, no mesmo boletim. A taxa de ocupação dos leitos também está baixa: 11,53%, considerando as redes pública e privada.

Sequenciamento genético

O Governo do Estado já se prepara para realizar o trabalho de sequenciamento genético no Núcleo de Vigilância Laboratorial (Lacen), isso agilizará a busca para variantes.

O procedimento foi iniciado após a descentralização realizada pelo Ministério da Saúde. Até então somente os laboratórios referência Osvaldo Cruz (Fiocruz) e Instituto Evandro Chagas (IEC) realizavam o procedimento. O objetivo é que todos os Laboratórios centrais (Lacen) possam realizar o serviço.

No Amapá, já iniciou o treinamento de duas servidoras da SVS que serão responsáveis pelo sequenciamento genético. O Estado também aguarda o recebimento do equipamento e insumos que serão enviados pelo Ministério da Saúde.

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá