sexta, 09 de outubro de 2020 - 21:20h - 3866
Em Mazagão, Jovens são preparados para retorno das atividades presenciais do programa Amapá Jovem
Oficina trabalhou equilíbrio emocional de bolsistas e monitores do programa no município.
Por: Anne Santos
Foto: Sejuv
As atividades foram feitas na quadra da escola estadual Dom Pedro I, local aberto e arejado.

Entender os sentimentos, conversar sobre os medos e saber como será a retomada gradual das atividades presenciais do programa Amapá Jovem, dando atenção aos jovens. Essa nova realidade é um desafio que precisa ser trabalhado, por isso, em Mazagão, oficinas que tratam o equilíbrio emocional dos jovens foram realizadas no decorrer desta semana. Nesta sexta-feira, 9, o secretário de Juventude, Pedro Filé, participou da última atividade presencial dessa etapa.

As oficinas são uma forma de acolhê-los e prepará-los para o novo normal. No município, o programa atende 500 jovens, que foram divididos por polos, para não gerar aglomeração e manter o distanciamento necessário para prevenção contra o novo coronavírus. Além disso, a higienização constante das mãos e o uso de máscaras são obrigatórios. As atividades foram feitas na quadra da escola estadual Dom Pedro I, local aberto e arejado. Na ocasião, a professora mestra Marcivone dos Anjos ministrou a 'Oficina do Eu', em que trabalhou de forma lúdica com os jovens para que pudessem se expressar e entender os sentimentos. 

“Estou muito feliz com a volta das atividades presenciais, pois nos ajuda muito e é estimulante para a gente nesse período que enfrentamos dessa pandemia”, disse a bolsista Ellen Karen, de 18 anos.

A coordenadora municipal do Amapá Jovem, em Mazagão, Seyla Neta, explica que essa etapa de preparação é necessária. Juntamente com Hilário Miguel, ela divide a coordenação do programa e juntos acompanham os jovens no processo de adaptação ao novo normal, mantendo todos os cuidados preventivos e de orientação.

“Nem todo mundo tem acesso à internet e ficam impossibilitados de fazer as atividades online. A volta das atividades presenciais facilita para eles e eles gostam mais. Porém, tínhamos que prepará-los, muitos tiveram problemas psicológicos, perderam familiares, por isso é importante conversamos, saber como estão se sentindo e juntos encararmos essa pandemia”, disse a coordenadora.

Todos os bolsistas que são do grupo de risco estão afastados das atividades presenciais e cumprindo apenas as atividades virtuais. De acordo como o secretário de Juventude, Pedro Filé, a Sejuv segue um cronograma de retomada gradual das atividades em todos os municípios, mantendo também as atividades virtuais.

“Vamos manter as duas modalidades de atividades para atendermos nossos jovens e manter o funcionamento do programa. Reforçamos que as pessoas do grupo de risco não devem comparecer às atividades presenciais. Estamos retomando de forma gradual e com muita responsabilidade, pois sabemos o quanto os jovens esperam por isso”, explicou o gestor.

Desde março, o programa Amapá Jovem estava com as atividades suspensas por conta da pandemia do novo coronavírus. Como alternativa e para manutenção do programa, a Sejuv realizou atividades virtuais, como cursos, redações e ações de engajamento social.

GALERIA DE FOTOS

Créditos:

Sejuv

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá