quarta, 09 de outubro de 2019 - 21:00h - 533
'Serão 2 mil famílias com um novo lar', diz Waldez sobre nova fase do Projeto Miracema
Decisão da Justiça Federal garante R$ 127 milhões para a nova fase do projeto, que terá mais 1,5 mil moradias, uma creche e uma escola.
Por: Andreza Teixeira
Em Brasília, o senador Lucas Barreto, o juiz João Bosco Soares e o governador Waldez Góes

O governador do Amapá, Waldez Góes, articulou, em Brasília, nesta quarta-feira, 9, a liberação de recursos para a segunda etapa do Projeto Miracema, conjunto habitacional na zona norte de Macapá. Uma decisão da Justiça Federal garantiu R$ 127 milhões para a nova fase do projeto, possibilitando ao governo estadual executar a construção de mais 1,5 mil moradias, além de uma escola e uma creche. A liberação dos recursos foi autorizada pelo Ministério do Desenvolvimento Regional, com financiamento pela Caixa Econômica Federal (CEF), através do Programa Minha Casa Minha Vida.

Waldez ressaltou que a decisão é fruto do trabalho da Justiça Federal, através do juiz João Bosco Soares, e da retaguarda política da bancada parlamentar federal, que, neste caso, foi liderada pelo senador Lucas Barreto, com apoio do presidente do Senado Federal, Davi Alcolumbre. A primeira etapa do Projeto Miracema já está com 80% das obras concluídas; elas são  executadas pelo governo estadual. Os 480 apartamentos e as 20 casas estão em fase acabamento, faltando a parte de urbanização e paisagismo, além da conclusão das redes elétrica e hidráulica.

“Ao todo, serão 2 mil unidades do Conjunto Miracema, são 2 mil famílias beneficiadas com um novo lar. Isso também significa mais emprego, mais educação, mais segurança, mais saneamento”, destacou o governador.  

A execução da obra é de responsabilidade da empresa contratada pela Caixa, por intermédio de Chamamento Público, cabendo ao Estado a gestão na seleção das famílias beneficiadas, o trabalho técnico social e o cumprimento da matriz de responsabilidade social, no aporte adicional de recursos para garantia dos equipamentos comunitários, tais como escolas, creches, Unidade Básica de Saúde e Unidade de Policiamento Comunitário.

Para João Bosco, a conquista pertence ao povo amapaense. “Além das novas moradias, esse recurso irá garantir uma creche que atenderá cerca de 370 crianças e uma escola com capacidade para mais de 1.100 alunos. Agora, temos a missão de lutar pela construção de mais três mil moradias que podem ser erguidas naquela área”, falou.

A Justiça Federal, através do juiz João Bosco Soares, também participou da luta para a construção das primeiras unidades habitacionais, viabilizando o acesso às moradias no conjunto, a quem vive em áreas de risco social.

Lucas Barreto reforçou a importância da união política para a continuidade de ações como o Conjunto Habitacional Miracema. “Em todo o Brasil, esse é o único projeto liberado pelo Minha Casa, Minha Vida que continua em andamento”, citou o senador.

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá