quinta, 07 de novembro de 2019 - 16:50h - 969
Operação ‘Tártaro’ prende 32 pessoas, sendo duas foragidas do Iapen
Ação foi direcionada a criminosos envolvidos em homicídios, roubos, furtos, estupros, violência doméstica e crimes contra a administração pública.
Por: Hilda Carolina Gualberto
Foto: Polícia Civil/Divulgação
Foragidos do Iapen estão entre os presos da ação realizada nesta quinta-feira, 7

A Delegacia-Geral de Polícia Civil do Amapá deflagrou, nesta quinta-feira, 7, a operação “Tártaro”, que resultou nas prisões de 32 pessoas, das quais duas eram foragidas do Instituto de Administração Penitenciário do Amapá (Iapen).

A ação foi direcionada a criminosos envolvidos em homicídios, roubos, furtos, estupros, violência doméstica e crimes contra a administração pública. Do total de prisões, 8 foram flagrantes e as demais cumprimento de mandados.

Participaram do trabalho de investigação, a Divisão de Capturas, Núcleo de Operações e Inteligência e Departamento de Polícia da Capital. A corporação segue na ação, que acontece em Macapá (com 14 prisões) e outros municípios.

Entre os foragidos do Iapen capturados, estão Aldeni Ramos da Silva, condenado pelo crime de atentado violento ao pudor; e Rucelio Orlando Almada Rodrigues, conhecido como “Nego Bala”, considerado de alta periculosidade.

Também foi preso Cosmio Freitas da Silva, igualmente considerado de alta periculosidade. Ele é condenado pelos crimes de roubo e furto, e já havia conseguido fugir duas vezes do cerco policial.

A operação foi batizada como “Tártaro”, porque é o nome do “Deus das Prisões”, segundo a mitologia grega.

GALERIA DE FOTOS

Créditos:

Polícia Civil

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá