segunda, 07 de maio de 2018 - 15:43h - 309
Candidatos precisam de rendimento mínimo de 60% na última fase do concurso da Politec
Formação é voltada para perito médico legista, sob a coordenação da Aifa em parceria com a EAP. Participam desta fase eliminatória, 20 candidatos.
Por: Da Redação .Colaboradores: Danilo Lopes
Foto: Rafael Guerra/Secom
Formando em medicina no Amapá há menos de um ano, Yuri Sena agora busca uma vaga de perito médico legista na Politec

Começou nesta segunda-feira, 7, a quarta e última fase do concurso para perito médico legista da Polícia Técnico-Científica do Amapá (Politec). A aula inaugural do Programa de Formação ocorreu no auditório da Escola de Administração Pública (EAP), em Macapá. O curso terá duração de dois meses e ocorrerá na Academia Integrada de Formação e Aperfeiçoamento (Aifa), também na capital, no horário das 8h às 12h e das 14h às 18h.

Nesta última fase, os 20 candidatos participantes precisam alcançar rendimento mínimo de 60% nas avaliações de conhecimentos específicos das disciplinas. Quem não alcançar será eliminado. O mesmo vale para quem não obtiver 75% de frequência mínima. Na aula inaugural, os participantes conheceram as atribuições do médico legista, a base do fluxograma da Polícia Técnico-Científica, as áreas de atuação do órgão no Amapá e assistiram a uma palestra da psicóloga e coach Ruimarisa Penha.

O policial militar Yuri Sena é um dos candidatos aprovados nas três primeiras fases. Ele se formou em medicina, há menos de um ano, na Universidade Federal do Amapá (Unifap), e agora busca uma das 20 vagas imediatas ofertadas pelo governo do Estado com salário inicial de R$ 10 mil, para os cargos de perito médico legista e perito médico legista com especialização em psiquiatria.  “A Politec tem um plano de carreira muito bom para médico e é uma excelente oportunidade para quem está iniciando na carreira, como eu", observou.

Responsável por presidir a solenidade, o secretário de Estado da Justiça e Segurança Pública (Sejusp), coronel Carlos Souza, disse que, ao ofertar o curso, o governo investe na capacitação do servidor público para que ele possa melhorar a qualidade de seu trabalho, o que se reflete nos serviços prestados à sociedade. “Daqui, sairão profissionais empoderados para atuar com qualificação e seriedade em benefício da qualidade de vida da população”, considerou.

Também presente no evento, a secretária de Estado da Administração (Sead), Suelem Amoras, ressaltou que a formação de perito médico legista é a primeira, de uma série de cursos na área da segurança pública. “Teremos, em sequência, a capacitação dos candidatos dos concursos das polícias Civil e Militar”, anunciou.

A Escola de Administração Pública, autarquia vinculada à Sead, ficou responsável pela contratação dos instrutores e palestrantes que ministrarão as disciplinas das formações dos candidatos dos concursos da segurança pública em andamento.

Além dos titulares da Sejusp e Sead, estiveram presentes na aula inaugural, o diretor da Politec, Salatiel Guimarães, a diretora-presidente da EAP, Cristiane Vilhena, coordenadora da Aifa, Jacinta Pernambuco e o presidente do Sindicato dos Peritos Oficiais (Sinapo), Amaury Suzart.

GALERIA DE FOTOS

Créditos:

Marcelo Loureiro/Secom

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá