segunda, 07 de maio de 2018 - 19:22h - 1743
Aluno e professor representam o Amapá em feira de ciências nos EUA
O estudante Caio Vinícius e o professor Aldenir Melo integram a delegação brasileira que vai participar do maior evento de iniciação científica do mundo.
Por: Wellington Costa
Foto: Arquivo Pessoal/Aldenir Melo
Caio Vinicius e Aldenir Melo embarcam na sexta-feira, 11, para os Estados Unidos

O estudante Caio Vinícius Lima de Souza, 16 anos, e o professor de ciências Aldenir Melo, da Escola Estadual Santina Rioli, irão representar o Amapá na Intel-ISEF – Feira Internacional de Ciências e Engenharia, que será realizada entre os dias 13 e 18 de maio, no estado da Pensilvânia, nos Estados Unidos. O governo do Estado incentiva e apoia a participação dos amapaenses no evento.

Caio Vinícius e Aldenir conquistaram a vaga ao garantir o 6º lugar na Mostra Brasileira de Ciência e Tecnologia (Mostratec), realizada em Novo Hamburgo, no Rio Grande do Sul, em outubro de 2017, ao apresentarem uma proposta ambiental sustentável para dessalinizar água, usando energia solar. O projeto surgiu a partir da realidade vivida pelas famílias da Vila Sicuriju, distrito de Amapá.

“O projeto começou a ser desenvolvido ainda 2016, quando vi uma matéria falando das dificuldades do povo do Sucuriju em ter água doce, já que lá a vila é banhada pelo Oceano Atlântico”, comentou Caio.

O estudante vai para os Estados Unidos com todas as despesas pagas, sendo que o governo do Estado garantiu os custos com emissão do passaporte, visto e seguro viagem. Do professor, o governo custeou as passagens São Paulo/Pensilvânia/São Paulo, emissão do passaporte, visto, seguro viagem, alimentação e hospedagem.

Caio e Aldenir embarcam na sexta-feira, 11, para os Estados Unidos. Antes, nesta quarta e quinta-feira (9 e 10), passarão por treinamento em São Paulo para aprimorar a apresentação que farão na feira Intel-ISEF. Para o professor, participar da maior feira de ciências do mundo é um grande feito para a educação pública do Amapá.

“É muito satisfatório esse resultado. O fato de garantir pesquisa, ensino e extensão também aos alunos do ensino fundamental e médio da rede pública, antes mesmo de eles chegarem aos bancos das universidades, faz o nosso esforço e trabalho valerem a pena. Enquanto professor busco alfabetizar cientificamente meus alunos, e tem dado certo”, destacou Aldenir.

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá