quinta, 07 de março de 2019 - 15:42h - 300
Mulheres superam homens na busca por financiamento na Agência de Fomento do Amapá
São 52,30% de mulheres e 47,70% de homens que se tornaram clientes da Afap em 2018, por meio de linhas de crédito para empreendedores informais.
Por: Cinthya Peixe
Foto: Afap
Bruna Silva é financiada da Afap por meio da linha de crédito Amasol

Nos últimos anos, as mulheres vêm consolidando o seu papel de protagonismo no empreendedorismo brasileiro e conquistando, dentre outros objetivos, a sua liberdade econômica e contribuindo de forma significativa e inovadora para a geração de emprego e renda.

Na Agência de Fomento do Amapá (Afap) não poderia ser diferente e as mulheres já superam o percentual de homens em número de financiamentos. São 52,30% de mulheres e 47,70% de homens que se tornaram clientes da Afap em 2018, por meio de linhas de crédito para empreendedores informais.

Os dados da Afap estão em consonância com a pesquisa da Global Entrepreneurship Monitor (GEM), com apoio do Serviço Brasileiro de Apoio às Mirco e Pequenas Empresas (Sebrae) e mostra que, entre os pequenos negócios iniciados em 2017, elas lideram o ranking, com 14,2 milhões em relação aos homens, que somam 13,3 milhões.  São 24 milhões de mulheres que empreendem no Brasil.

Formada em Administração, Bruna Silva é financiada da Afap por meio da linha de crédito Amasol. Ela procurou a Afap depois de um mês que abriu a sua cafeteria e o seu financiamento foi para capital de giro, dinheiro necessário para suprir as necessidades financeiras da empresa.

Bruna sempre teve vontade de ter seu próprio negócio e junto com as sócias Adriana Martins e Marineide Soares, inaugurou a Cafeteria Bruna Café Com Viagem.

“A cafeteria tem três meses. Eu tinha este projeto desde 2016, mas eu morava fora do Estado. Retornei a Macapá e adaptei meu projeto pra cá. Eu gosto muito de viajar e sempre ia a cafeterias, me inspirei em muitas cafeterias para formatar este projeto. Me sinto realizada e fiquei muito feliz com aceitação dos clientes”, relatou a empreendedora.

Empreender é transformar, inovar, estabelecer novos relacionamentos com fornecedores e colaboradores, gerar emprego e renda. Nesse cenário, a liderança feminina tem ganhado cada vez mais força no mercado e a Afap financia quem quer investir no seu próprio negócio por meio de 24 linhas de crédito que atendem empreendedores formais e informais.

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá